Carlos Coelho


Projetista idealiza Casa de Música da cidade portuguesa

"Monstro de concreto" de Koolhaas "cai" sobre o Porto - Portugal

EDWIN HEATHCOTE
DO "FINANCIAL TIMES"

Rem Koolhaas gosta da feiúra. Sua criação mais recente, a Casa de Música do Porto (Portugal), é um monstro. Uma lixeira prismática que dá a impressão de ter caído de supetão sobre a cidade, amassando o trabalho paisagístico de pedra que o cerca. Não se sabe bem como, mas a obra não é apenas inofensiva -é brilhante.
A Casa de Música não é tão radical quanto sua forma bruta quer fazer crer. Seu centro é formado por um auditório em formato tradicional, de caixa de sapatos -embora seja uma caixa maltratada, cheia de furos e com decoração kitsch-, e os outros espaços são empilhados em volta dele e envoltos numa pele de concreto.
Koolhaas começou no cinema, como roteirista, e sua abordagem eclética e cinematográfica se evidencia em espaços que dão a impressão de ter sido editados, roteirizados e acompanhados de evidências, embora evitem ao máximo fazer qualquer narrativa.
Em alguns pontos o edifício lembra o monolítico museu Whitney, construído por Marcel Breuer em Nova York, em outros, a fragmentação angular do "Gabinete do Dr. Caligari", ou até mesmo sua antítese arquitetônica, a belíssima Filarmônica de Berlim de Hans Scharoun.
A sala de concertos, propriamente dita, parece funcionar bem. Koolhaas introduziu uma série de rupturas e viradas que subvertem e entretêm a todo nível. Entre elas estão as imensas janelas de painéis de vidro ondulado. Algumas dão vista para a cidade, outras, para espaços e bares subsidiários, de modo que a vista da sala de concertos se mantém dominante em todas as partes da estrutura. As paredes de madeira são decoradas com a representação ampliada da granulação de madeira, em folheado dourado.
Koolhaas admite que sua inspiração para a forma foi uma casa que ele estava criando para uma família disfuncional, onde o pai queria que cada membro pudesse isolar-se dentro da estrutura. Ele também queria um espaço excessivo de closet, e foi esse espaço que, na transição, se tornou a área pública e de transição da Casa.
A Casa de Música é um trabalho de pós-pós-modernismo, o reconhecimento do "junk space" pelo qual Koolhaas tem tanto apreço -as áreas que sobram da vida moderna, desde as áreas desertas e cheias de lixo que cercam os shopping centers até as áreas de expansão suburbana-, a natureza voluntariosa da forma e o entremear do espaço teatral ou até cinematográfico, cuja finalidade é em primeiro lugar emocionar.
Ela depende do ambiente que a cerca e reage a ela. Em se tratando de um arquiteto que certa vez respondeu: "Contexto? Dane-se o contexto!", esta é uma obra que condiz com a sofisticada arquitetura contemporânea de Portugal -e possivelmente do mundo-, que reconhece o uso belo do concreto feito por seus melhores arquitetos, que responde à grandiosa escala cívica do circo sobre o qual se ergue e que permite vistas propositais sobre os prédios belos, mas mundanos que o cercam, com isso iluminando a origem de seus terraços e azulejos, sua ampla ausência de cor e as manchas decorativas que o adornam.
A nova sala de música do Porto é avassaladora, mas nem sempre é convincente. Havia um fluxo constante de visitantes percorrendo o prédio para admirá-lo -trata-se de um edifício público, um misto do aberto e do inacessível, do generoso e do labiríntico.
O arquiteto mais moderno do mundo acaba de construir mais uma obra estarrecedora: um monstro feio, inteligente, espirituoso e brilhante, mas que não possui alma nem contexto.


Tradução Clara Allain



Escrito por Carlos Coelho às 11h45
[ ] [ envie esta mensagem ]


Ao menos uma loira que não é burra>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

----- Original Message -----
Sent: Friday, April 29, 2005 2:44 PM
Subject: Ao menos uma loira que não é burra

 

Uma loira muito sensual entrou num cassino. Trocou dez mil dólares por fichas e dirigiu-se à mesa da roleta. Lá chegando, anunciou que apostaria todo o seu dinheiro e que acertaria os números em um único lance. E, fitando os dois empregados responsáveis pela roleta acrescentou: - Olha, espero que vocês não se importem, mas tenho mais sorte quando estou toda nua... Dito isto, ela se despiu completamente, e depois colocou as fichas todas sobre a mesa. Inteiramente abestalhado, o "croupier" acionou a roleta.

Enquanto esta girava, a loira cantava:
- MÃEZINHA PRECISA DE ROUPAS NOVAS! MÃEZINHA PRECISA DE ROUPAS NOVAS!...

Assim que a roleta parou, ela começou a dar grandes pulos e a gritar:

- GANHEI!!! GANHEI!!! QUE MARAVIIIIILHAAA!!! GANHEEEI!!!

Ela então abraçou e beijou cada um dos croupiers. Em seguida debruçou-se sobre a m essa e recolheu todo o dinheiro e as fichas.

Vestiu-se rapidamente e se mandou. Os croupiers se entreolharam boquiabertos.

Finalmente, um deles,voltando a si, perguntou:
- Em que numero ela apostou, você viu?
E o outro: Eu não.. Pensei que VOCÊ estivesse olhando..

Moral: Nem toda loira é burra, mas HOMEM É TUDO IGUAL!



Escrito por Carlos Coelho às 11h17
[ ] [ envie esta mensagem ]


Oi, seu blog está muito bom, se puder visite o meu>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

[Paulo][thekiol@uol.com.br][http://piadas.zip.net]
Oi, seu blog está muito bom, se puder visite o meu: http://piadas.zip.net e deixe seus comentários!


Escrito por Carlos Coelho às 11h08
[ ] [ envie esta mensagem ]


- É que a senhora calçou as sandálias do Padre António... >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

 
----- Original Message -----
Sent: Saturday, April 30, 2005 8:46 AM
Subject: Fw: freira

Quando se levantar olhe para o chão para não cometer erro......kkkkkkkkkk
 
 
duduto
                     
Num convento de freiras, daqueles ortodoxos, a Madre Superiora, enquanto desperta, murmura:
 - Que noite linda. Hoje não vou perturbar as pobres das freiras. Vou tratá-las bem.
Levanta-se e começa a ir aos claustros.
- Bom dia, Irmã Josefa. Está com boa aparência. E a camisola que está a tricotar!?
- Obrigada, Madre. A senhora também está muito bem, mas parece que se levantou do lado 
errado da cama, não!?
A Madre não gostou nada do comentário final mas continuou.
No claustro seguinte repetiu:
- Bom dia Irmã Maria, que boa aparência tem hoje. E que bonito está a ficar este seu bordado.
- Obrigado, Madre. A senhora também está com bom aspecto. Mas vê-se que hoje se levantou 
do lado errado da cama.
A Madre Superiora ficou furiosa mas seguiu o seu caminho.
Porém, todas as freiras respondiam o mesmo. Assim, quando chegou à quinta freira já 
estava irritadíssima e saudou-a com os dentes cerrados.
- Bom dia, Irmã Leonor. Seja-me sincera. Estou com ar de quem se  levantou hoje do lado
errado da cama?
- Sim, Madre.
- E porquê ?
- É que a senhora calçou as sandálias do Padre António...


Escrito por Carlos Coelho às 09h36
[ ] [ envie esta mensagem ]


Dois argentinos chegam a São Paulo, sem grana, um diz ao outro:

- Vamos nos separar para pedir dinheiro e ao final do dia nos reunimos para ver quanto arrumamos cada um.

O outro diz que lhe parece bem e então vai cada um para seu lado.

Já bem de noitinha se encontram de novo. Um pergunta para o outro:

- Quanto dinheiro você ganhou?

- 11 reais.

- E como fez?

- Fui ao parque, pintei um cartaz e escrevi:

"NO TENGO TRABAJO, TENGO 3 HIJOS QUE ATENDER, POR FAVOR NECESITO AYUDA".

E esse povo simpático foi me dando dinheiro. E você, quanto ganhou?

- 8.850,00 reais.

- O quê!!! E como fez isso?

- Eu escrevi um cartaz que dizia:

  "ME FALTA 10 REALES PARA REGRESAR A ARGENTINA".

E o pessoal, muito amável, não parava de me dar dinheiro!!!



Escrito por Carlos Coelho às 09h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


Só para lembrar que O PAI do Presidente Artur Bernardes, nasceu no Fontão – Castanheira de Pêra - Portugal >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>....

Comentários

type=text/javascript> src="http://db.brasilflog.com.br/c.php?i=118548&l=carloscoelho&f=1076375" type=text/javascript> src="http://db.brasilflog.com.br/f.php?i=118548&l=carloscoelho" type=text/javascript> src="http://db.brasilflog.com.br/v.php?i=118548" type=text/javascript>

(30/04 07:23) Carlos Coelho: Folha - Por que escolheu a data de 1924 para situar a ação?
Soares - É o governo de Arthur Bernardes, que, para mim, foi injustiçado, pois quis fazer reformas progressistas e teve de governar 95% do tempo sob estado de sítio. Houve também o fato de o cassino do Copacabana Palace ter sido inaugurado naquele ano.
Folha - O sr. planeja com rigor o enredo dos seus livros?
Soares - Só consigo começar a escrever quando sei o final. Antes de escrever, crio um roteiro, encadeio a história em cenas. Claro que volta e meia fujo desse roteiro. Há personagens que surgem de repente. Por alguns nos apaixonamos. Outros desprezamos.
Folha - Sentimos que o sr. tem um certo carinho pelo assassino.
Soares - Não posso negar [risos]. (deletar)

(30/04 07:25) Carlos Coelho: Só para lembrar que O PAI do Presidente Artur Bernardes, nasceu no Fontão – Castanheira de Pêra - Portugal



Escrito por Carlos Coelho às 07h29
[ ] [ envie esta mensagem ]


Ai o vinho >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>



Escrito por Carlos Coelho às 06h58
[ ] [ envie esta mensagem ]


Um copo ao dia faz bem ao coração...Sexo quanto mais,melhor.

Um copo ao dia faz bem ao coração...Sexo quanto mais,melhor.

Um copo ao dia faz bem ao coração...Sexo quanto mais,melhor.



Escrito por Carlos Coelho às 06h11
[ ] [ envie esta mensagem ]


ISSO TAMBÉM ACONTECEU A UMA PACIENTE MINHA HÁ POUCO TEMPO. AMEAÇARAM-NA DIZENDO QUE ESTAVAM COM O PAI DELA.

 
----- Original Message -----
Sent: Friday, April 29, 2005 9:30 PM
Subject: Enc: Conheça novo golpe de sequestro

ISSO TAMBÉM ACONTECEU A UMA PACIENTE MINHA HÁ POUCO TEMPO. AMEAÇARAM-NA DIZENDO QUE ESTAVAM COM O PAI DELA.
LIGIA


IMPORTANTE,
ESTE FATO ACONTECEU COM O FUNCIONÁRIA DO GAA04 - TELEFONICA VERGUEIRO.

Pessoal


estou enviando este e-mail pois aconteceu ontem 26/04/05 com uma colega que trabalha ao meu lado.

Ligaram  no celular dela, que estava aqui em reunião informando que haviam seqüestrado seu marido e que queriam R$3.000,00  para solta-lo ou mataria o mesmo, ela não poderia desligar o celular e tinha que sair na hora e ir ao banco fazer o deposito sem falar com ninguém e um milhão de ameaças...falavam que estavam seguindo ela, que ela deveria andar mais rápido, que não olhasse para trás e outras coisas.

Como ela estava em reunião e começou a chorar na hora e saiu falando que pagaria, que não machucassem ele, que tudo bem, as pessoas que estavam em volta, gerentes e coordenadores perceberam o que estava acontecendo e a seguiram, enquanto nós ligamos para o marido que também é funcionário da Telefônica e descobrimos que ele estava bem e ligamos para casa dela e descobrimos que lá também estava tudo bem, porem como ela estava sendo muito ameaçada, não deixava que ninguem falasse com ela e foi até o banco e depositou o dinheiro na conta informada, tudo isso sem desligar o celular, pois durante todo o trajeto eles estavam falando com ela e ameaçando.


Chamamos a polícia que foi até o local e resolveu-se o problema, porem o dinheiro ela perdeu.....

Após tudo isso descobrimos que haviam ligado antes no celular do marido dizendo ser da VIVO e que ele tinha ganho uma promoção e que deveria informar mais 2 pessoas do convívio te tivessem celular Vivo, ele passou o da esposa e de uma amiga da família, e passou mais algumas informações que pediram, essas informações foram usadas pelos bandidos na conversa com a esposa que acreditou que o ser verdade o sequestro.


E hoje pela manhã no jornal Bom dia Brasil da TV Globo, assiti uma reportagem sobre esse problema, que segundo o DEIC esta ocorrendo 200 casos por dia.


Estão ligando para telefone fixo ou celular informando ser de empresas de telefonia e que necessitam atualizar cadastro ou informando ter ganho promoções, com isso acabam descobrindo informações da família que depois é usada para o tal sequestro ou outra forma de chantagem.


A polícia orienta desligar o celular ou telefone.


Fiquem alerta e informem as pessoas conhecidas

Raquel Cristina de Mello
Assistente  -  DAI04
Gerência do Centro Operacional - Centro Sul
GRUPO TELEFONICA NO BRASIL
Rua Carolina Prado Penteado, 477  -  4º andar
Cep.: 13.092-470  -  Campinas  -  SP
Tel.:  55 15 19 3753-6044
Fax:  55 15 19 3753-6003
rmello@telefonica.com.br
http://www.telefonica.com.br




Escrito por Carlos Coelho às 23h20
[ ] [ envie esta mensagem ]


Ultimas noticias>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Folha Online

Termina o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda

IR 2005
Saiba o que fazer se você perdeu o prazo
D. Cláudio
Cardeal se diz "feliz" por não ter sido eleito papa
UOL News Veja a íntegra da coletiva do presidente Lula OEA Chileno é candidato único à presidência do órgão Iraque Onda de atentados deixa 38 mortos e 100 feridos Futebol Paulo Autuori é o novo técnico do São Paulo


Escrito por Carlos Coelho às 20h41
[ ] [ envie esta mensagem ]


Como são quase inexplicáveis os segredos do nosso cérebro!...>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

>Como são quase inexplicáveis os segredos do nosso cérebro!...
>
>É incrível mas é verdade. Veja como consegue ler isto, com facilidade:
>
>- Sguedno um etsduo da Uinvesriadde de Cmabgirde, a oderm das lertas nas
>pavralas não tem ipmortnacia qsuae nnhuema. O que ipmrtoa é que a prmiiera
e
>a utlima lreta etsajem no lcoal cetro. De rseto, pdoe ler
>tduo sem gardnes dfiilcuddaes... Itso é prouqe o crebéro lê as pavralas
cmoo
>um tdoo e nao  lreta por lerta.
>
>è msemo veadrde !

Escrito por Carlos Coelho às 20h16
[ ] [ envie esta mensagem ]


-"¡La puta que lo parió! ? ¿era para hoy?"

 
 
-------Mensagem original-------
 
Data: 04/29/05 09:21:36
Assunto: Fw: Argentinos!! genial
 
 

 

TGIF

As Nações Unidas convocaram equipes de estudantes universitários de todos os países para que cada equipe apresentasse uma monografia sobre o elefante. Foram feitas três reuniões explicatórias, e, quando não havia mais dúvidas, as equipes tveram uma semana para apresentar seu trabalho.
 
O que as Nações Unidas queriam - e conseguiram - era que cada equipe o fizesse conforme sua própria idiosincrasia particular:
 
Os americanos apresentaram um livreto, ou manual, encadernado de forma simples, que se chamava: "All about the elephant"
 
Os alemães apresentaram sessenta e oito volumes encadernados em couro. O título do primeiro, traduzido, era: "Um brevíssimo e sumaríssimo estudo sobre o elefante, primeiro volume: a orelha esquerda"
 
Os franceses apresentaram um livro com o título: "L'amour et l'élephant"
 
Os japoneses apresentaram dois manuais ilustrados, devidamente com versões em cinco línguas: "Como copiar elefantes" e "O elefante transistorizado"
 
Os holandeses apresentaram: "Variações sobre queijos à base de leite de elefanta"
 
Os ingleses apresentaram: "God save the elephant"
 
Os portugueses apresentaram um ensaio chamado: "Os elefantes mais poderosos do mundo são os elefantes lusitanos de Angola e Moçambique"
 
Os espanhóis apresentaram dois livros "Esencia, presencia y constancia del elefante" e "El elefante católico a la luz de las doctrinas de Santo Tomás de Aquino y San Francisco Xavier"
 
Os brasileiros apresentaram um livrinho chamado: "O elefante é nosso!"
 
E quando  perguntaram aos argentinos pelo seu trabalho sobre o elefante, responderam:
 
-"¡La puta que lo parió! ? ¿era para  hoy?"


Escrito por Carlos Coelho às 14h14
[ ] [ envie esta mensagem ]


Com os meus cumprimentos, te agradecia para completar noticia sobre falecimento de teu irmão, de quem, (atrasadamente) te apresento os meus sentimentos), me infiormasses sobre:

----- Original Message -----
Sent: Friday, April 29, 2005 1:51 PM
Subject: Fw: Dia das mães

 
----- Original Message -----
Sent: Friday, April 29, 2005 1:03 PM
Subject: Re: Dia das mães

Meu caro amigo.
 
    Com os meus cumprimentos, te agradecia para completar noticia sobre falecimento de teu irmão, de quem, (atrasadamente) te apresento os meus sentimentos), me infiormasses sobre:
 
    a)    Nomes completos dos Pais.
Lidório dos Santos Coelho e Maria Amélia Henriques dos Santos
 
    b)    Nomes completos dos irmãos
Delmira dos Santos Coelho, Domingos dos Santos coelho, Eduardo dos Santos Coelho, Maria do Céu dos Santos Coelho, Maria Preciosa dos Santos Coelho, Maria Amélia Henriques dos Santos,
Maria Ernestina dos Santos coelho e Carlos Manuel dos Santos coelho.
 
    c)    Nomes dos filhos
Dulce Santos Coelho, Maria Helena dos Santos Coelho e Graça dos Santos Coelho  
 
Nome dos Netos e noras
Netos: João, PAULO, Pedro, Suzana
 
Genros: José Alberto e Adelino Tomaz 
 
Tem um bisneto filho do João
 
 
    Isto para não ter de andar a chocar a    qui a familia.
 
    Com um abraço de muita amizade, me subscrevo com estima e consideraração
 
 
                                        obrigado


Escrito por Carlos Coelho às 13h53
[ ] [ envie esta mensagem ]


Para todas as mães do MUNDO>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>



Escrito por Carlos Coelho às 12h09
[ ] [ envie esta mensagem ]


Criatividade, quando se vive com menos de 1 dolar por dia>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Criatividade, quando se vive com menos de 1 dolar por dia

Criatividade, quando se vive com menos de 1 dolar por dia



Escrito por Carlos Coelho às 12h05
[ ] [ envie esta mensagem ]


 
----- Original Message -----
Sent: Thursday, April 28, 2005 11:53 PM
Subject: Mães más


       O texto abaixo foi publicado por ocasião das mortes estúpidas de Tarcila Gusmão e Maria Eduarda Dourado, ambas de 16 anos, em Maracaípe - Porto de Galinhas. Depois de 13 dias desaparecidas, as mães revelaram desconhecer os proprietários da casa onde as filhas tinham ido curtir o fim de semana. A tragédia abalou a opinião pública e o crime permanece sem resposta.



MÃES MÁS
(e pais também)

Dr. Carlos Hecktheuer, Médico Psiquiatra.


Um dia quando meus filhos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e mães, eu hei de dizer-lhes:

- Eu os amei o suficiente para ter perguntado aonde vão, com quem vão
e a que horas regressarão.

- Eu os amei o suficiente para não ter ficado em silêncio e fazer com que
vocês soubessem que aquele novo amigo não era boa companhia.

- Eu os amei o suficiente para os fazer pagar as balas que tiraram do
supermercado ou revistas do jornaleiro, e os fazer dizer ao dono: "Nós
pegamos isto ontem e queríamos pagar".

- Eu os amei o suficiente para ter ficado em pé junto de vocês, duas horas, enquanto limpavam o seu quarto, tarefa que eu teria feito em 15
minutos.

- Eu os amei o suficiente para os deixar ver além do amor que eu
sentia por vocês, o desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos.

- Eu os amei o suficiente para os deixar assumir a responsabilidade das
suas ações, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração. Mais do que tudo, eu os amei o suficiente para dizer-lhes NÃO, quando eu sabia que vocês poderiam me odiar por isso (e em alguns momentos até odiaram).  Essas eram as mais difíceis batalhas de todas.

Estou contente, venci...  Porque no final vocês venceram também!  E em
qualquer dia, quando meus netos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e mães; quando eles lhes perguntarem se sua mãe era má, meus filhos vão lhes dizer:

"Sim, nossa mãe era má.  Era a mãe mais má do mundo...

As outras crianças comiam doces no café e nós tínhamos que comer
cereais, ovos, torradas.

As outras crianças bebiam refrigerante e comiam batatas fritas e sorvetes no almoço e nós tínhamos que comer arroz, feijão, carne, legumes e
frutas.

Ela insistia em saber onde estávamos à toda hora (tocava nosso celular
de madrugada e "fuçava" nos nossos e-mails). Era quase uma prisão!

Mamãe tinha que saber quem eram nossos amigos e o que nós fazíamos com eles.

Insistia que lhe disséssemos com quem íamos sair, mesmo que demorássemos apenas uma hora ou menos.

Nós tínhamos vergonha de admitir, mas ela "violava as leis do trabalho
infantil". Nós tínhamos que tirar a louça da mesa, arrumar nossas bagunças, esvaziar o lixo e fazer todo esse tipo de trabalho que achávamos cruéis.

Eu acho que ela nem dormia á noite, pensando em coisas para nos mandar fazer.

Ela insistia sempre conosco para que lhe disséssemos sempre a verdade
e apenas a verdade.

E quando éramos adolescentes, ela conseguia até ler os nossos
pensamentos.

A nossa vida era mesmo chata!  Ela não deixava os nossos amigos
tocarem a buzina para que saíssemos; tinham que subir, bater à porta, para ela os conhecer.

Enquanto todos podiam voltar tarde da noite com 12 anos, tivemos que
esperar pelos 16 para chegar um pouco mais tarde, e aquela chata
levantava para saber se a festa foi boa (só para ver como estávamos ao voltar).

Por causa de nossa mãe, nós perdemos imensas experiências na
adolescência: nenhum de nós esteve envolvido com drogas, em roubo, em atos de vandalismo, em violação de propriedade, nem fomos presos por nenhum crime.

FOI TUDO POR CAUSA DELA!"

Agora que já somos adultos, honestos e educados, estamos a fazer o
nosso melhor para sermos "PAIS MAUS", como minha mãe foi.

EU ACHO QUE ESTE É UM DOS MALES DO MUNDO DE HOJE: NÃO HÁ SUFICIENTES MÃES MÁS!

Àquelas que já são mães, que não se culpem, e àquelas que serão, que
esta sirva de alerta!



Escrito por Carlos Coelho às 10h17
[ ] [ envie esta mensagem ]


Nasceram os gêmeos Gabriel e Victor que são bisnetos da Dirce

 
----- Original Message -----
Sent: Thursday, April 28, 2005 11:58 PM
Subject: RES: Falecimento de Alfredo dos Santos Coelho:

Olá Carlos

Meus sentimentos pela passagem do seu irmão.

Estarei lembrando dele nas minhas orações.

 

Idas e vindas deixando saudades e mesmo alegria pelos bons momentos compartilhados.

 

Falando em bons momentos você se lembra daquela árvore genealógica desenhada na festa do Tio Manolo?

Ela já pode ser atualizada; esta semana nasceram os gêmeos Gabriel e Victor que são bisnetos da Dirce.

Isto faz o Tio Manolo ser agora um Tio Tataravô. Acho que ele vai ficar contente em saber.

Que grande família é esta que nos entramos pelo amor e não pelo nascimento...

Um grande abraço

Dirceu

 


De: Carlos Coelho [mailto:carlos.coelho@estadao.com.br]
Enviada em: quinta-feira, 28 de abril de 2005 07:25
Para: "Undisclosed-Recipient:;"@storm5.uol.com.br
Assunto: Falecimento de Alfredo dos Santos Coelho:

 

Falecimento de Alfredo dos Santos Coelho:

 

Eu Carlos Coelho irmão:

Queria agradecer a todos, mas a todos mesmos o carinho como me trataram:

 

Muitos mandaram e-mails, faxs, cartas, telefonemas, a família brasileira que não conhece o Alfredo pessoalmente também foi muito carinhosa para com a minha pessoa.

Os porteiros, os amigos, do local onde moramos, todos nos deram condolências.

 

De Portugal também recebi mensagens de carinho.

 

 



Escrito por Carlos Coelho às 10h03
[ ] [ envie esta mensagem ]


Jornal O Castanheirense>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Cantinho Brasileiro

20/02/2002 06/03/2002
02/03/2002 07/03/2002
04/03/2002 08/03/2002
05/03/2002 10/03/2002

 

Carlos Coelho



Escrito por Carlos Coelho às 16h38
[ ] [ envie esta mensagem ]


Daniela Cicarrelli >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Quero Ser Mãe
Cláudia Collucci


Escrito por Carlos Coelho às 14h05
[ ] [ envie esta mensagem ]


Carlos Coelho>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>...



Escrito por Carlos Coelho às 13h58
[ ] [ envie esta mensagem ]


Gente humilde mas sublime. E eu acrescento inteligente, culta, sabe o que quer, e, não se envergonha de estar em qualquer parte do mundo. E eu acrescento inteligente, culta, sabe o que quer, e, não s

E eu acrescento inteligente, culta, sabe o que quer, e, não se envergonha de estar em qualquer parte do mundo.

----- Original Message -----
To: "Carlos Coelho" <carlos.coelho@estadao.com.br>
Sent: Thursday, April 28, 2005 11:14 AM
Subject: Re: Fw: Falecimento de Alfredo dos Santos Coelho:

Carlos,

Os meus sentimentos pelo falecimento do Alfredo.
Elevo o meu agradecimento pelo acompanhamento que todos os meus primos fizeram
na fase final da vida de meu pai Venâncio. Apesar da pouca convivência que
tivémos não esquecerei
Gente humilde mas sublime.

E Carlos Coelho eu acrescento inteligente, culta, sabe o que quer, e, não se envergonha de estar em qualquer parte do mundo.


Que Deus o tenha em Paz

José Manuel Coelho


Citando Carlos Coelho <carlos.coelho@estadao.com.br>:


Escrito por Carlos Coelho às 11h52
[ ] [ envie esta mensagem ]


Potuguês do Brasil Ouuuuuuuu de Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

PASQUALE CIPRO NETO

"A gente vai na adega"

No último domingo, mestre Ferreira Gullar terminou sua coluna com esta observação: "Na crônica passada, escrevi "A gente vai na adega do cara" . A revisão corrigiu: "A gente vai à adega do cara". E, com isso, estragou a graça da frase seguinte". A "frase seguinte" era esta: "Cara, "nadega" é bunda de bêbado".
O grande poeta maranhense se referia a uma conversa ocorrida em uma recepção, "no apartamento de um bacana em Copacabana". A observação sobre "nadega" foi feita por Millôr Fernandes.
O episódio é ótimo para tratarmos de uma questão importante: a adequação da linguagem. Na norma padrão, os verbos que indicam "movimento para" costumam reger a preposição "a". Integram essa lista os verbos "ir" e "chegar", entre outros. No padrão formal, portanto, vai-se a (ou "para") e chega-se a algum lugar.
E na língua oral? Em algumas regiões do Brasil, também se usa a preposição "a" (sobretudo com o verbo "ir"), mas, salvo engano, predomina a preposição "em", o que significa que frases como "Fui na feira" e "Cheguei na escola" são mais comuns do que "Fui à feira" e "Cheguei à escola".
Em seu "Dicionário Prático de Regência Verbal", Celso Luft faz esta observação: "No português brasileiro também ocorre ir em, sobretudo na fala, o que pode ser até sobrevivência da língua-mãe (latim in urbem ire)". Em seguida, Luft dá estes exemplos: "Vou em casa", "Foi no centro (no médico, no cinema etc.)". Depois de outras citações e referências, Luft termina desta forma a observação: "Mesmo assim, em linguagem culta formal, sobretudo escrita, recomenda-se ir a ou para".
Voltemos ao texto de Gullar. O autor da memorabilíssima letra de "O Trenzinho do Caipira" deveria ter escrito "a gente vai à adega", ou seja, deveria ter optado pela norma culta ao transcrever o que ocorreu num diálogo, numa festa, entre amigos? Seria o mesmo que exigir que se vá à praia de terno e gravata. Isso sem contar a essência da questão, que é a piada, destruída pelo uso do verbo "ir" com a regência recomendada pela norma padrão.
Há algum tempo, a Unesp fez uma questão baseada neste trecho da canção "A Burguesia": "A burguesia quer ir a/em Nova York fazer compras". A banca examinadora queria que os candidatos dissessem o que poderia explicar o fato de que, no encarte do disco, está escrito "ir a Nova York", mas, na hora de gravar, Cazuza optou por "ir em Nova York".
A explicação já está dada, não? Na escrita, prevaleceu o código formal; no canto (mais próximo da fala), prevaleceu o informal.
 
A coluna da semana passada (sobre o nome do papa) deu o que falar. Nunca recebi tantas mensagens dos leitores, alguns dos quais ainda inconformados pela opção por "Bento" (e não por "Benedito"). Ontem, o próprio papa afirmou que o nome escolhido por ele tem relação com são Bento (patrono da Europa), que nasceu no fim do século 5º. A esta altura, não vamos começar tudo de novo, vamos? Basta consultar alguns sites ou enciclopédias para que se veja que os 15 papas Bentos anteriores tinham mesmo esse nome, e não Benedito, embora Bento e Benedito sejam, essencialmente, a mesma palavra, como afirmamos dom Geraldo Majella, no último domingo ("Bento significa Benedito, abençoado de Deus"), e eu, na semana passada. É isso.


Pasquale Cipro Neto escreve nesta coluna às quintas-feiras
@ - inculta@uol.com.br


Escrito por Carlos Coelho às 11h34
[ ] [ envie esta mensagem ]


Cassino mais caro do mundo é aberto hoje >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Texto Anterior | Índice

LAS VEGAS

O Wynn custou US$ 2,7 bi

Cassino mais caro do mundo é aberto hoje

DA REUTERS

O Wynn, o mais caro cassino do mundo, abre suas portas hoje, marcando mais um passo da mudança de Las Vegas. A cidade está deixando de ser um corredor de jogo cafona para virar uma passarela de ricos e, às vezes, famosos.
Ao custo de US$ 2,7 bilhões, o resort Wynn Las Vegas (www.wynnlasvegas.com), que tem à sua frente uma montanha artificial, será aberto em uma época de ressurgimento dos investimentos na cidade. Las Vegas vive uma onda de turismo recorde e de alta nos preços de imóveis.
Steve Wynn, magnata conhecido por criar verdadeiros paraísos do jogo, como o The Mirage, se tornou, ele mesmo, uma celebridade, estrelando um comercial de TV em que aparecia no topo do prédio de 50 andares onde funciona o cassino.
Apesar de estar empolgado com as proporções do empreendimento, Wynn diz que o sucesso dependerá de os empregados se mostrarem muito interessados em "fazer os clientes felizes".


Texto Anterior: Alemanha: Baviera desperta para visita religiosa
Índice



Escrito por Carlos Coelho às 10h50
[ ] [ envie esta mensagem ]


Nova lingua portuguesa na Internet..>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

19/04/2005 11:41

rodrigo,vivi,bru

e ai gente belezinha?

HJ E UM DIA MUITO ESPECIAL PARA QUEM NUM SAB HUJ E DIA DU NIVER DA BRU NOSSA MANU HJ E UM DIA MUITO MAIS DU Q ESPECIAL NEAH ?
BRU TEAMUDOLU MUITO VC SAB DISSO ...............................................................................................................................................
DEIXA EU CONT A HISTORIA DA BRU :
ANU PASSADU OU RETRASSADU ELA CHEGA NA ESCOLA E NINGUEM OLHA NA CARA DELA MAIS MANU ELA ERA TAUM LEGAL Q NINGUEM RESISTIA MAIS AGENTE AINDA TINHA FLADU ELA DEVE SER CHATA MAIS NAUM ELA E MUITO ESPECIAL PARA TD MUNDO LAH DA ESCOL E A UNICA Q ANIMA Q DESE ESSE ANU NEAH PQ ANU PASSADU ERA A ANTA DU LUAN HEHEHHEHEHEH MAIS TD BEM NOSSA CLASSE E TD PRA GENTE NEAH..................................E NESSE DIA TAUM SPECIAL EU TE DESEJO UM FELIZ ANIVERSARIO PQ VC E MUITO MAIS DU Q UMA AMIGA NAUM HORAS DIFICIES VC SEMPRE TAH DE BRAÇOS ABERTOS PARA MIM E POR ISSO Q VC E UMA PESSOA TAUM SPECIAL .......E UMA PESSOA ESPECIAL+UM DIA SPECIAL =UMA PESSOA MARAVILHOSA COMO HJ ESTA AQUI PRESENTYE PARA NOS AJUDARMOS E TD MAIS ...............TE AMU MUITO VC PODE SEMP SEMP SEMP CONT CUMIGO TAH BAUM


E NAUM SE ESKECA Q EU ESQUECI DU SEU NIVER POIS EU NAUM ESQUECI TAVA SO VINJIND DE MANHA PARA VER U Q V IA FLA MAIS TD BEM ...............FELIZ NIVR MUITA PAIZ SAUDE SUCESSO E Q QUANDU VC FOR GRAND EU TE DESEJO MUITA SORTE CUM A SUA CARRERA DE CANTORA E PRODUCOES VIU .....PQ VC MERECE TD ISSO E MAIS UM POKO..................
FOTINHU TIRADA NU PASSEI DU TEATRU RODRIGO VIVI NU MEI0O E A BRU NA DIREITA.........
BJXXX E FLOWWW
PARABENS PRA VC SE BRU
BJX E FLOW GUI


Escrito por Carlos Coelho às 10h31
[ ] [ envie esta mensagem ]


Amigo não fique triste se você não foi reconhecido, porque o melhor  escritor brasileiro e conhecido nacionalmente e internacionalmente, também não foi e conta esta historia abaixo:

 

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

CARLOS HEITOR CONY

Ondas e mulheres

RIO DE JANEIRO - Manhã dessas de domingo, decidi tomar um pouco de sol e evitei Ipanema, onde costumo encontrar conhecidos que de certa forma me atrapalham. Aproveito o sol, mas aproveito principalmente a solidão em que mergulho, lembrando coisas e esquecendo outras, remetendo-as para o lixo da memória. E há sempre o importuno que pergunta alguma coisa que eu tenho preguiça de responder ou o desinformado que me saúda pensando que ainda sou o Fernando Sabino.
Como disse, fui para Copacabana e sentei no banco onde colocaram a estátua do poeta Carlos Drummond de Andrade.  Só que eu fiquei virado para o mar, e ele, pernas cruzadas e livro no colo, ficava de costas para a praia. Estou quieto, olhando as ondas e admirando as mulheres quando um casal de jovens se aproxima e fica olhando a estátua do poeta. Olham, olham, procuram decifrar quem é aquele homem imobilizado no bronze.
De repente, o rapaz tem um clarão e diz para a moça: "Acho que é o Renato Russo! Ouvi dizer que fizeram uma estátua para ele!".
Há um momento de dúvida no casal. Chegam mais perto, examinam melhor o rosto do poeta, sinto que desejam tirar a dúvida. A pessoa mais próxima sou eu. Timidamente, o rapaz pergunta se é mesmo Renato Russo imortalizado, ali ao meu lado.
Com gentileza rara em mim, digo que não, que não é o Renato Russo, que é o Cazuza. O Renato Russo está em Ipanema, e a praia em que estávamos era Copacabana.
Foi a vez de a moça exultar. Deu um pulinho, fez o rapaz tirar a máquina fotográfica da mochila. Olharam em torno à procura de um voluntário que lhes tirasse a foto. Fiz que não estava percebendo, mas a moça foi delicada, perguntou se eu poderia fazer o favor.
Levantei-me, os dois sentaram juntos no banco. Logo pensaram melhor e ficaram cada qual ao lado do poeta, abraçando-o. Pedi que olhassem o passarinho e bati a foto. Agradeceram e seguiram contentes. Eu voltei a olhar as ondas e as mulheres.



Escrito por Carlos Coelho às 08h08
[ ] [ envie esta mensagem ]


Falecimento de Alfredo dos Santos Coelho:>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>....

Falecimento de Alfredo dos Santos Coelho:

 

Eu Carlos Coelho irmão:

Queria agradecer a todos, mas a todos mesmos o carinho como me trataram:

 

Muitos mandaram e-mails, faxs, cartas, telefonemas, a família brasileira que não conhece o Alfredo pessoalmente também foi muito carinhosa para com a minha pessoa.

Os porteiros, os amigos, do local onde moramos, todos nos deram condolências.

 

De Portugal também recebi mensagens de carinho.

 

Amigos a vida passa rápido eu me lembro quando era menino e o Alfredo já homem sempre me tratava com muito amor.



Escrito por Carlos Coelho às 07h22
[ ] [ envie esta mensagem ]


Netos de Joaquim Soares da Silva>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

08/04/2005 19:48

meu irnmao e eu

heheheh essa ft paresse q agnte th num praiso ou na praia ele q disse mais eh aqui em ksa heheheheheh.............e ai gente bele comentem muitao pa eu entra nu favoritos dus flogs u muino kkkkkkkkkkk e seriu em ......ate mais ............bre te amu.........amanha eu tu ai


Escrito por Carlos Coelho às 06h46
[ ] [ envie esta mensagem ]


Normas sobre e-mails>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

----- Original Message -----
From: Teresa
Sent: Wednesday, April 27, 2005 10:22 AM
Subject: Normas sobre e-mails (Ler ate ao fim )
 
Leiam com atenção! É importante para quem utiliza a net...
 
 Vamos lá aprender com os E-Mail de uma vez por todas... e livremos a
Internet de 80% dos vírus e entulho...
 
  O MAIS IMPORTANTE: Quando vocês reenviarem mensagens, retirem os nomes e endereços de e-mail das pessoas por onde esses e-mails já passaram. Há programas a rodar na Internet para tudo o que estiver antes e depois de  um.
Isso é vendido a Spammers, que muitas vezes espalham vírus. Quando  mandarem uma mensagem para mais do que uma pessoa, não enviem com o Para; nem com o Cc;, enviem com o;Cco(carbon copy ocult) ou Bcc (blind carbon copy), que não vai aparecer o endereço electrónico de nenhum  destinatário... Quando todos fizermos isto, livraremos a Internet de 80%  dos vírus e lixo electrónico que causa lentidão na rede...
 
  1)  As grandes empresas NÃO usam correspondência do tipo corrente
(chain-letters). A Microsoft e a AOL NÃO estão a oferecer US$ 245 a cada
reenvio de e-mail. A Ericsson NÃO está a oferecer telemóveis. Aliás, pense
bem, como é que eles vão saber se você reenviou estes e-mails para outros
endereços?
 
  2)  A BAYER e a NESTLÉ NÃO estão a dar kits gratuitos para quem reenviar e-mails e mandar a confirmação para o endereço indicado.
 
  3)  A MTV NÃO vos dará o direito de ficar nos bastidores se vocês Remeterem correspondência a um monte de gente.
 
  4)  NÃO é porque alguém escreveu, quatro degraus antes na pirâmide, que é verdade (observem, é mais uma mera mentira).


Escrito por Carlos Coelho às 12h10
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

----- Original Message -----
Sent: Wednesday, April 27, 2005 11:01 AM
Subject: Tio Alfredo

Pai,
lamento muito a perda do Tio Alfredo,espero que
ele tenha descansado e não tenha sofrido.
Meus sentimentos,
Mara 
  


Escrito por Carlos Coelho às 12h02
[ ] [ envie esta mensagem ]


Jornal de Castanheira de Pera - Portugal



Escrito por Carlos Coelho às 08h09
[ ] [ envie esta mensagem ]


Blog Expresso de Castanheira de Pera >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Artigos Recentes


Escrito por Carlos Coelho às 08h03
[ ] [ envie esta mensagem ]


Jornal de Castanheira de Pera >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>



Escrito por Carlos Coelho às 08h00
[ ] [ envie esta mensagem ]


Radio de Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

A Rádio São Miguel em directo

Escrito por Carlos Coelho às 07h59
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Carlos M.S. Coelho e Alfredo dos S.Coelho

Carlos M.S. Coelho e Alfredo dos S.Coelho

27/04/2005 00:16

Eu via o Alfredo como um Pai, porque não conheci o Alfredo menino, quando me dei por conta o Alfredo já era adulto.

E lá estávamos nós sentados jogando conversa fora, o local é atrás do Hospital – Castanheira de Pêra – Portugal.
O ano é 1996.

Éramos bons amigos, choramos algumas vezes juntos, confraterniza-nos muitas vezes com alegria e um papo sincero.

Foi muito bom ser irmão do Alfredo dos Santos Coelho e continua com muitas saudades.

SOU MUITO AGRADECIDO A Deus POR TER ME DADO UM FAMILIA TÃO BOA E BONITA.

Alfredo, estou rezando por todos nós.



Escrito por Carlos Coelho às 00h20
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

(26/04 23:22) arthur: sinto muito pelo ocorrido, apesar de nao conhece-lo pessoalmente....e apesar de ser irmao de meu avô....meus sinceros pesames.........abraços (deletar)



Escrito por Carlos Coelho às 23h35
[ ] [ envie esta mensagem ]


edo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

----- Original Message -----
From: "Jorge Correia" <jorgecorreia@zmail.pt>
To: "Carlos Coelho" <carlos.coelho@estadao.com.br>
Sent: Tuesday, April 26, 2005 6:52 PM

> Boa noite,
>
> Soube durante a tarde, através dos meus pais do falecimento do seu irmão.
>
> Venho por este meio endereçar-lhe os meus sinceros pêsames.
>
> Jorge Correia

Escrito por Carlos Coelho às 20h11
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

----- Original Message -----
Sent: Tuesday, April 26, 2005 4:57 PM

Amigo Carlos
Cheguei hoje pela manhã à nossa terra, onde tive a triste notícia do falecimento do seu irmão.
Ainda tive oportunidade de participar no  funeral  e venho por este meio apresentar-lhe os meus sinceros pêsames.
Tenho vários assuntos para conversar com o amigo, mas não é esta a melhor ocasião.
Brevemente darei notícias.


Escrito por Carlos Coelho às 20h04
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

----- Original Message -----
From: Provedor
Sent: Tuesday, April 26, 2005 7:05 AM
Subject: RE: Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.

Meu Caro Carlos,
 
Tive ontem a inesperada notícia da morte do teu irmão, Alfredo, Meu amigo de sempre.
Lamento o sucedido, porque é mais um homem bom da terra que desaparece do nosso convívio.
Um grande abraço para toda a família, especialmente para ti, enviando os mais sentidos pêsames e partilhando da vossa dor
 
Kalidás


Escrito por Carlos Coelho às 07h09
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Filhos de Lidório S.Coelho e Matia Amélia H.S.Coelho

Filhos de Lidório S.Coelho e Maria Amélia H.S.Coelho

26/04/2005 06:27

Eramos 10 - dez irmãos Fernando foi ao nascer, Maria do Céu Santos Coelho partiu com 20 e poucos anos, depois de ter uma filha, que resolveu acompanhá-la com um mês de vida, Eduardo dos Santos Coelho que morava em Campinas – São Paulo – Brasil esta hoje em outra morada, Alfredo dos Santos Coelho partiu ontem para um bom lugar.

Sentados da esquerda para a direita Maria Ernestina dos Santos Coelho que mora no Bairro Ipiranga – São Paulo – Brasil, o saudoso Alfredo dos Santos Coelho, Delmira Henriques dos Santos coelho, Domingos dos Santos coelho.
Em Pé Maria Preciosa dos Santos Coelho, Carlos Manuel dos Santos Coelho e Maria Amélia Henriques dos Santos Coelho.

Hoje são 6 irmãos que tem a possibilidade de pousar para outra fotografia.

Local: Rua dos Bombeiros Voluntários, 15 – 2 andar – Castanheira de Pêra – Portugal.
Data: 27 de Julho de 1996

src="http://pagead2.googlesyndication.com/pagead/show_ads.js" type=text/javascript>

Escrito por Carlos Coelho às 06h38
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

----- Original Message -----
From: "antonio reis" <areiscsantos@yahoo.com.br>
To: "Carlos Coelho" <carlos.coelho@estadao.com.br>
Sent: Monday, April 25, 2005 6:01 PM
Subject: FALECIMENTO DE SEU IRMÃO

> CARO AMIGO
>
> PESAROSO, DESEJO QUE O TODO PODEROSO TE DÊ E AOS TEUS
> FAMILIARES, FORÇAS PARA SUPORTAR A DOR DA AUSÊNCIA DO
> TEU IRMÃO ALFREDO.
>
> SINCERAS CONDOLÊNCIAS,
>
> ANTONIO REIS C. SANTOS
>

Escrito por Carlos Coelho às 18h37
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Cantinho Brasileiro
... Da esquerda para a direita Dr. Alfredo dos Santos Coelho, Dr....................,
Dr. José do Nascimento Tomaz Henriques e Carlos Coelho. Decida logo! ...
www.cm-castanheiradepera.pt/ ocastanheirense/1755/cantinho_brasileiro.htm - 150k - Em cache - Páginas Semelhantes

Cantinho Brasileiro
... Da esquerda para a direita, Jose do Nascimento Tomas Henriques, Antonio Tomas
Henriques e Alfredo dos Santos Coelho. As mulheres de 30: Mario Prata. ...
www.cm-castanheiradepera.pt/ ocastanheirense/1758/cantinho_brasileiro.htm - 162k - Em cache - Páginas Semelhantes



Escrito por Carlos Coelho às 16h33
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Fotolog do Carlos Coelho
... Da esquerda para a direita Joaquim Soares da Silva, Diretora do Jornal, Eduardo
dos Santos Coelho, Alfredo dos Santos Coelho eo fotografo Carlos Coelho. ...
carloscoelho.brasilflog.com.br/ - 5k - Em cache - Páginas Semelhantes


Escrito por Carlos Coelho às 16h28
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>..

Cantinho Brasileiro
... Alfredo dos Santos Coelho e Carlos Manuel dos Santos Coelho e atrás um marroquino
que já faz parte da paisagem, são bons vendedores. ...
www.cm-castanheiradepera.pt/ ocastanheirense/1764/cantinho_brasileiro.htm - 21k - Em cache - Páginas Semelhantes

Cantinho Brasileiro
... Alfredo dos Santos Coelho também devia ser homenageado, porque foi o primeiro
bom motorista da corporação. LULA foi a CUBA: ...
www.cm-castanheiradepera.pt/ ocastanheirense/1754/cantinho_brasileiro.htm - 65k - Em cache - Páginas Semelhantes
[ Mais resultados de www.cm-castanheiradepera.pt ]



Escrito por Carlos Coelho às 16h26
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>..

(25/04 13:45) Salvador: É menos um amigo que tenho na nossa Castanheira. UM AMIGÃO !!!
Meus pezames para toda a Família.
Salvador Tomaz (deletar)

Escrito por Carlos Coelho às 16h13
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>..

----- Original Message -----
From: sao91406
Sent: Monday, April 25, 2005 1:40 PM
Subject: Res: Fw: Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.

É mais um amigo nosso que se foi embora. Lamento sinceramente essa perda irreparável. Infelizmente agora não resta  fazer mais nada  além de conformar o amigo e toda a Família,  e é isso o que estou tentando fazer.  Esse é o destino de todos nós. E quanto ao nosso Alfredo, estou certo que Deus deve coloca-lo em um bom lugar.
Coragem amigo Carlos para enfrentar mais esse golpe 
Receba o abraço do SALVADOR TOMAZ


Escrito por Carlos Coelho às 14h40
[ ] [ envie esta mensagem ]


sentando em um banco da praça olhando os pássaros.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>..

sentando em um banco da praça olhando os pássaros.
Recebam também um abraço
do
Salvador  

O sorriso de Deus

Havia um pequeno menino que queria se encontrar com Deus.

Ele sabia que tinha um longo caminho pela frente, portanto
ele encheu sua mochila com pastéis e guaraná, e começou sua
caminhada.

Quando ele andou umas 3 quadras, encontrou um velhinho
sentando em um banco da praça olhando os pássaros.

O menino sentou-se junto dele , abriu sua mochila , e ia
tomar um gole de guaraná, quando olhou o velhinho e viu que
ele estava com fome, então ofereceu-lhe um pastel.

O velhinho muito agradecido aceitou e sorriu ao menino.

Seu sorriso era tão incrível que o menino quis ver de novo,
então ele ofereceu-lhe seu guaraná.

Mais uma vez o velhinho sorriu ao menino.

O menino estava muito feliz!

Ficaram sentados ali sorrindo, comendo pastel e bebendo
guaraná pelo resto da tarde sem falarem um ao outro.

Quando começou a escurecer o menino estava cansado e
resolveu voltar para casa, mas antes de sair ele se voltou e
deu um grande abraço no velhinho.

O velhinho deu-lhe o maior sorriso que o menino já havia
recebido.

Quando o menino entrou em casa, sua mãe surpresa perguntou
ao ver a felicidade estampada em sua face.

"O que você fez hoje que te deixou tão feliz?

Ele respondeu.

"Passei a tarde com Deus" e acrescentou "Você sabe, ele tem
o mais lindo sorriso que eu jamais vi"

Enquanto isso, o velhinho chegou em casa radiante, e seu
filho perguntou:

"Por onde você esteve que te deixou tão feliz?"

Ele respondeu :

"Comi pasteis e tomei guaraná no parque com Deus".

Antes que seu filho pudesse dizer algo ele falou:

"Você sabe que ele é bem mais jovem do que eu pensava?"

 

 

****



Nunca subestime a força de um sorriso, o poder de uma
palavra, de um ouvido para ouvir, um honesto elogio, ou até
um ato de carinho.

Tudo isso tem o potencial de fazer virar uma vida.

Muitas vezes, por medo de nos "diminuir" deixamos de
crescer, por medo de chorar, deixamos de sorrir!!!



Escrito por Carlos Coelho às 12h10
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Clube dos Latadistas

Clube dos Latadistas

20/02/2005 00:03

Fernando de Campinas (meu sobrinho) – São Paulo – Brasil sendo homenageado em sua TERRA natal no Clube dos Latadistas em Castanheira de Pêra – Portugal

Local: Casa do Dr. Fernando correia Bernardo

Da esquerda para a direita, agachado, é o quarto.



Escrito por Carlos Coelho às 11h02
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Santo António da Neve-Castanheira de Pera-Portugal

Santo António da Neve-Castanheira de Pera-Portugal

18/03/2005 00:41

Bodas de Prata do casal Diva Castilho Coelho e Carlos Manuel dos Santos Coelho



Escrito por Carlos Coelho às 11h01
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Família Lidório dos Santos Coelho

Família Lidório dos Santos Coelho

19/03/2005 07:39

Ano era 1967 - 05 de Fevereiro:

A minha primeira visita a Castanheira de Pêra – Portugal desde 1956, ano que cheguei a São Paulo Brasil.

Sentados da esquerda para a direita ao colo da minha querida Mãe, Paulo segundo sobrinho filho da Dulce, Adelaide – cunhada, Carlos Coelho, Domingos dos Santos Coelho, Alfredo dos Santos Coelho, Adelino casado com Dulce ao seu lado – Sobrinhos, Lourdes – cunhada, Em pé da esquerda para a direita Sobrinhas Mela, Mira, Lena, Céu, Maria Amélia - irmã, Graça – sobrinha e Maria Preciosa dos Santos Coelho.

Foi uma grande festa.



Escrito por Carlos Coelho às 11h00
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Clube dos Latadistas em Castanheira de Pera - Portugal

Clube dos Latadistas em Castanheira de Pera - Portugal

20/03/2005 08:01



Escrito por Carlos Coelho às 10h58
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Visita ao Jornal A Comarca da Sertã.

Visita ao Jornal A Comarca da Sertã.

16/04/2005 07:47

Da esquerda para a direita Joaquim Soares da Silva, Diretora do Jornal, Eduardo dos Santos Coelho, Alfredo dos Santos Coelho e o fotografo Carlos Coelho.

Ano 1987
Local: Sertã - Portugal



Escrito por Carlos Coelho às 10h56
[ ] [ envie esta mensagem ]


Dor >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

----- Original Message -----
From: "antonio carreira" <abcarreira@yahoo.com>
To: "carlos coelho" <carlos.coelho@estadao.com.br>
Sent: Monday, April 25, 2005 9:58 AM
Subject: Dor

> Caro Amigo
> Soube agora do falecimento do seu irmão Alfredo.
> Aqui lhe envio um abraço de solidariedade. Estou ao
> seu dispor para o que precisar.
> Um agraço
> To Mané

Escrito por Carlos Coelho às 10h14
[ ] [ envie esta mensagem ]


Zeca (Tomás) >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>..

----- Original Message -----
From: Jose Tomas
Sent: Monday, April 25, 2005 8:52 AM
Subject: RE: Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.

            Carlos,
            meus sentimentos, que Deus o tenha em bom lugar.
            Abraço,
            Zeca (Tomás)
  


Escrito por Carlos Coelho às 10h00
[ ] [ envie esta mensagem ]


Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

 
----- Original Message -----
Sent: Monday, April 25, 2005 8:12 AM
Subject: Fw: Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.

 

Saudades - momentos que não voltam já mais

Saudades - momentos que não voltam já mais

25/04/2005 08:03

Da esquerda para a direita Domingos dos Santos Coelho, O saudoso Eduardo dos Santos coelho, partiu hoje para bom lugar o saudoso Alfredo dos Santos coelho e quem escreve Carlos Manuel dos Santos coelho.

Estou chorando.
Que saudades:
Nestes momentos não há palavras.

Neste banco da Praça dos viscondes de Castanheira de Pêra – Portugal.

O Alfredo era o amigo que ouvia a todos e tudo e dava sempre uma palavra amiga de conciliação.

Alfredo além de um irmão era um grande amigo, DEUS te tenha em bom lugar.



Escrito por Carlos Coelho às 08h32
[ ] [ envie esta mensagem ]


Bento, Bush e blogs >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>..

Texto Anterior | Próximo Texto | Índice

VINICIUS TORRES FREIRE

Bento, Bush e blogs

SÃO PAULO - O mundo, oh, cada vez mais conservador, suspiramos nós ali pelos 40 ou mais, da última geração que se interessou por política, diante de Bento 16, Bush e quejandos.
O mundo é um lugar injusto e mau como sempre, apesar de vacinas e de mais bens em toda parte. Nós, que já não amávamos tanto a revolução, sabemos porém que o inferno na terra poderia ser algo menor. Mas o que conservadores de fato conservam?
Gente de 20 anos e pico desconectou-se das sabedorias e do mundo convencionais. Orbitam no Orkut, blogs e na música ruim de iPods. "Ficam", mas parecem caretas. Literatura e artes, tais como cultivadas até o modernismo, lhes são tão estranhas como entender de heráldica.
Ongueiam em ONGs, mas desdenham a política da polis, que talvez nem exista mais mesmo, pois vivemos sob impérios, finanças globais ou armas americanas, poderes que a velha política não sabe enfrentar.
Mas como saber o que sairá deste caldo? "Conservador" ainda é palavra útil? A política, o Estado, controla mudanças? O que podemos prever do mundo acelerado por tecnologias informacionais, financeiras e biológicas? Não previmos nem o desabamento ridículo do comunismo, a letargia do Japão, a virada chinesa, temas de sabedorias convencionais.
Minha filha, oito anos hoje, há meses montou seu blog. Acha o que quer na internet por meio do Google, apesar da ortografia ainda caoticamente infantil. Aos seis anos, explicava que casais de homens têm de adotar filhos porque não têm vagina e útero para gerar crianças. Já pediu piercing e celular, obviamente negados.
Não teve educação religiosa, mas desde os cinco anos se dizia "católico-judeusa" ("judeusa" por causa de amigos da escola e as duas fés porque "somos todos irmãos"). Teme seqüestros. Acha exótica e chata minha infância sem DVDs e computador. Gosta do "Picapau Amarelo", mas na TV (em que dona Benta usa e-mail!).
Numa tabuleta suméria de 5.000 anos (está no Louvre), alguém já se queixava dos jovens e de como o mundo ficava pior. Tudo verdade? Talvez. Só mais rápido, decerto.



Escrito por Carlos Coelho às 07h48
[ ] [ envie esta mensagem ]


Blogouve-se >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>...

Blogouve-se

terça-feira, 30 de março de 2004

Mais fontes - assessores
Hoje, no Público, José Vítor Malheiros fala sobre o papel dos assessores de imprensa e de como são - ou não - fontes.
Mas no Expresso de sábado uma notícia sobre uma nova empresa de comunicação vai ainda mais longe nesta luta permanente pelo controlo editorial da informação - entre jornalistas e fontes/protagonistas.
A notícia tem como título "Nasce o Repórter Virtual" e dá conta de uma empresa que se propõe criar um "jornalista virtual" que - cito - "será o substituto do jornalista ausente de um acontecimento. O órgão de comunicação que o desejar receberá, na hora, notícias e imagens do que se está a passar".
Apesar dos responsáveis garantirem que o portal "apenas conterá informação relevante, abstendo-se de incluir matérias promocionais ou propagandísticas", eles próprio reconhecem que a ideia surge porque verificaram que "as empresas jornalísticas estão a cortar nos custos".
Não é perigoso, isto?
Acredito nas boas intenções do Rodrigo e da Elsa, mas esta coisa de incentivar os meios de comunicação a não irem, utilizando material fornecido pelas fontes, é mau. Para os jornalistas, para os próprios meios e para - a médio prazo - as fontes!

enviado por João Paulo - Meneses às 12:45:31 . comentários
envie este texto para um amigo


Escrito por Carlos Coelho às 07h18
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

150px-CPR.png
150 x 158 pixels - 39k
pt.wikipedia.org/wiki/ Castanheira_de_P%C3%AAra
150px-Pt-cpr1.png
150 x 199 pixels - 38k
pt.wikipedia.org/wiki/ Castanheira_de_P%C3%AAra
castanheiradepera_m2.gif
240 x 320 pixels - 10k
www.distritosdeportugal.com/ castanheira_pera.htm
1007.gif
581 x 475 pixels - 8k
portugalia.free.fr/ distritos/10/1007.htm

cas_10.jpg
195 x 357 pixels - 20k
www.alva-design.com/ hip/pages/kopen/cas_01.html
cas_06.jpg
400 x 263 pixels - 20k
www.alva-design.com/ hip/pages/kopen/cas_01.html
[ Mais resultados de www.alva-design.com ]
236.-9.04-2.jpg
300 x 191 pixels - 24k
aanbod.factotummedia.nl/ objecten/rustic/site/...
244.09.04-2.jpg
400 x 254 pixels - 40k
aanbod.factotummedia.nl/ objecten/rustic/site/...
[ Mais resultados de aanbod.factotummedia.nl ]


Escrito por Carlos Coelho às 07h06
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Dica: Ganhe tempo teclando Enter ao invés de clicar em "Pesquisar"

100700.gif
328 x 253 pixels - 5k
www.eleicoes.mj.pt/.../ C100700/100700_PR.html
edificio_cm.jpg
384 x 246 pixels - 31k
www.cm-castanheiradepera.pt/ castanheira_de_pe...
f1.gif
250 x 160 pixels - 23k
www.espacosinternet.pt/ ?accao=detalhe&idei=56
casa_cultura.jpg
283 x 203 pixels - 13k
www.cm-castanheiradepera.pt/ castanheira_de_pe...
[ Mais resultados de www.cm-castanheiradepera.pt ]

CASTANHEIRA.jpg
640 x 480 pixels - 118k
fumacas.weblog.com.pt/ arquivo/cat_fotos.html
primeira_pagina.jpg
283 x 372 pixels - 35k
www.ocastanheirense.com/
castpera.jpg
276 x 417 pixels - 20k
www.apm.pt/apm/amm/ paginas/galeria/castpera.html
1504.JPG
450 x 716 pixels - 55k
www.oribeiradepera.pt/ func/galeria.asp


Escrito por Carlos Coelho às 07h04
[ ] [ envie esta mensagem ]


Ultimas Noticias >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

UOL Esporte

No jogo dos campeões, Fluminense bate São Paulo

Keiny Andrade/Folha Imagem Corinthians e Juventude empatam em 2 a 2; amplie 4 a 1
Santos estréia com goleada sobre Paysandu
2 a 2
Goleiro falha e Vasco empata com Brasiliense
Financial Times Corrupção endêmica assola o Brasil Folha Online Gutiérrez é levado para residência do Exército México Manifestação de apoio a prefeito reúne milhares Japão Acidente de trem deixa três mortos e 140 feridos


Escrito por Carlos Coelho às 06h54
[ ] [ envie esta mensagem ]


Sou brasileiro e vivo no Brasil mas tenho descendencia portuguesa. Meu postumo avo^ veio para o Brasil nos anos 20 tentar a sorte, deixando a familia em Portugal.
Aproveitando o acesso a rede , fiquei curioso em saber se ainda tenho algum parente por ai'.
O nomes dos meus bisavo's sao :
   Manoel Thomaz dos Anjos
   Maria do Carmo Clara

Meu avo^ e seus irmaos :
   Jose' Thomaz dos Anjos (meu avo^)
   Antonio
   Joao
   Mavilde


Conversando com minha avo' descobri que ele era de :
   Moita de Castanheira de Pera
   Provincia de Extremadura


Escrito por Carlos Coelho às 23h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


Castanheira de Pera no próximo dia 22 de Julho (sábado) pelas>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

ATTICK DEMONS - Concerto em Castanheira de Pera

    Os AtticK DemonS vao estar presentes no " II Encontro de Bandas "
em Castanheira de Pera no próximo dia 22 de Julho (sábado)  pelas
22 horas

    A entrada é livre ! Não faltes . Apoia o Metal Nacional !!

    AtticK DemonS

WWW : http://www.attickdemons.co.pt

WAP : http://www.wapdrive.net/attickdemons

Email : attickdemons@mail.telepac.pt

Escrito por Carlos Coelho às 23h21
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

tenkaibranco_peq.jpg
100 x 45 pixels - 7k
taido.planetaclix.pt/ en/actividades.htm
[ Mais resultados de taido.planetaclix.pt ]
cast2.jpg
142 x 85 pixels - 5k
www.orelhas.pt/.../ castanheira_de_pera/index.asp
castanheira_acude1.jpg
200 x 115 pixels - 5k
www.orelhas.pt/.../ castanheira_de_pera/index.asp
image002.jpg
200 x 130 pixels - 8k
www.lagardolago.com/ turismo.htm


Escrito por Carlos Coelho às 23h17
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

528_gois.jpg
117 x 88 pixels - 20k
www.portugal-casas.nl/ Casas/casas_overzicht_N...
MELSERRALOUSA3.jpg
60 x 85 pixels - 4k
www.dueceira.pt/ BOLETIM/meldalousa.htm
[ Mais resultados de www.dueceira.pt ]
serravista.jpg
363 x 141 pixels - 11k
www.cm-castanheiradepera.pt/ castanheira_de_pe...
[ Mais resultados de www.cm-castanheiradepera.pt ]
hokeiequipa_peq.jpg
100 x 53 pixels - 8k


Escrito por Carlos Coelho às 23h16
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.



Escrito por Carlos Coelho às 23h12
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.



Escrito por Carlos Coelho às 23h11
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.



Escrito por Carlos Coelho às 23h09
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.



Escrito por Carlos Coelho às 23h07
[ ] [ envie esta mensagem ]


Carlos Coelho.org
... No âmbito das suas actividades parlamentares na Comissão das Liberdades Cívicas,
o Deputado Carlos Coelho visita as sedes da EUROPOL e da EUROJUST. ...
www.carloscoelho.org/ - 36k - 23 abr. 2005 - Em cache - Páginas Semelhantes


Escrito por Carlos Coelho às 23h02
[ ] [ envie esta mensagem ]


Castanheira de Pêra Aos pés da Serra da Lousã

Castanheira de Pêra
Aos pés da Serra da Lousã

Embora sendo o concelho menos populoso do distrito de Leiria, a história de Castanheira de Pêra mantém toda a riqueza que caracteriza a região, tendo sido um importante pólo de desenvolvimento industrial no século XIX.

As fábricas de lanifícios eram a principal indústria desta região, numa altura em que Castanheira de Pêra se apresentava como o terceiro pólo industrial do país.
 
Actualmente, o tecido económico do concelho caracteriza-se por uma terciarização crescente, provocada pela perda do sector secundário e também do sector primário. Este último apenas caracterizado por uma agricultura de subsistência, com destaque para o olival, a cultura do milho, batata, centeio e feijão. Apesar da floresta ocupar grande parte do solo da região, as zonas ardidas são um cenário comum.

Castanheira de Pêra apresenta como ex-libris do seu artesanato os Barretes das Sarnadas, possuindo o monopólio a nível nacional do seu fabrico. É usual os habitantes de Castanheira enfiarem o barrete às personalidades que os visitam.

Do artesanato castanheirense destacam-se ainda painéis de madeira que representam miniaturas de janelas tradicionais,  bem como as cadeiras, bancos e mesas em madeira e corda característicos do concelho.

Entre os monumentos mais notáveis de Castanheira de Pêra, destaca-se os Poços de Neve, a Capela de Santo António da Neve e a Igreja de S. Domingos (Igreja Matriz de Castanheira de Pêra), entre muitos outros.

Como locais de interesse turístico, salienta-se a Serra da Lousã, onde se podem vislumbrar paisagens variadas através dos seus vários miradouros, bem com a ermida do Santo António da Neve, localizada a mais de mil metros de altitude.

As praias fluviais do Poço Corga e da Vila em Ribeira de Pêra e a praia fluvial do Açude são destinos privilegiados, principalmente durante a época balnear.
Castanheira de Pêra, com pouco mais de 3.700 habitantes, é constituído por apenas duas freguesias, pertencendo ao distrito de Leiria e à Diocese de Coimbra. Castanheira de Pêra integra ainda a Zona do Pinhal do Interior Norte e está inserida na bacia hidrográfica do rio Zêzere.

Situado na vertente sul da Serra da Lousã, ocupa uma área de 66.68 quilómetros quadrados, sendo rodeado pelos concelhos de Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Lousã e Góis.

Tem como principais acessos a EN236-1, que representa uma importância vital para o concelho dado permitir o acesso ao IC8, que liga a Figueira da Foz a Castelo Branco.

Castanheira de Pêra tem também acesso ao IC3, que liga Condeixa a Setúbal, e ao IP1, que liga Lisboa ao Porto, este último através do nó rodoviário de Pombal. Dista de 60 quilómetros de Coimbra e a 80 de Leiria.


Ver ainda:

- Estabelecimentos de ensino

- Festas, feiras e romarias



Escrito por Carlos Coelho às 21h27
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Descrição:
Os participantes serão transportados até à Serra da Lousã onde se irá proceder ao acompanhamento da população de veados (Cervus elaphus). Nesta altura do ano, decorre a época de reprodução, ao longo da qual os machos emitem fortes sons, com o intuito de constituírem e defenderem os haréns de fêmeas ou protegerem das incursões de outros machos, territórios onde ocorram fêmeas. Desta forma, os machos serão facilmente detectados pelos participantes que, com o auxílio de binóculos e telescópio binocular, terão a oportunidade de efectuar excelentes observações destes cervídeos. As mesmas serão registadas em fichas de campo concebidas para o efeito e, os seus resultados (e.g. idade do macho, n.º de fêmeas do harém, localização do grupo reprodutor), serão posteriormente processados e utilizados na gestão mais eficiente e sustentada desta população dos maiores herbívoros da fauna silvestre nacional.


Escrito por Carlos Coelho às 21h21
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Mel da Serra da Lousã

Mel da Serra da Lousã (DOP)

Origem:    montanhas e vales da Serra da Lousã, abrangendo os Concelhos da Lousã, Miranda do Corvo, Penela, Pampilhosa da Serra, Arganil, Góis, Vila Nova de Poiares, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande.

 

Flora:    a produção de mel assenta sobretudo numa flora constituída por ericáceas (urzes).

 

Aroma, Sabor e Cor:    de acentuado odor, revela um paladar forte e alguma adstringência, muito característica. A cor varia desde ambar escuro a quase negro.

 

Características Químicas:


Escrito por Carlos Coelho às 21h18
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.



Escrito por Carlos Coelho às 21h12
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Primeiro Passeio de Inverno

Serra da Lousã

07JAN01



Escrito por Carlos Coelho às 21h12
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Eco-Agenda
I JORNADAS DE AMBIENTE NA SERRA DA LOUSÃ
A I JORNADAS DE AMBIENTE NA SERRA DA LOUSÃ, com o título "Serra da Lousã - Uma Serra de Encantos", terá lugar nos dias 5 e 6 de Fevereiro, no Auditório do Centro Paroquial de Castanheira de Pêra.

A iniciativa é organizada pelas seguintes entidades:

Lousitânea - Liga de Amigos da Serra da Lousã
Apoio - Câmaras Municipais de Castanheira de Pêra e da Lousã
Organização e Secretariado - Natursitta, Gabinete de Projectos Ambientais, Lda.
CONTAMOS COM A SUA PRESENÇA!
 
       
  Inscrições e mais informações em:

www.natursitta.pt
natursitta@mail.telepac.pt
Telef. 271227550
Fax. 271227551
Telm.914497840


Escrito por Carlos Coelho às 21h09
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

poço tão fundo? Acrescia ainda, para nossa desgraça, que a " função subida", dos nossos batiscafos individuais, estava desactivada. Quanto ao pequeno almoço, nicles. A este respeito não havia problemas. Por esses cerros acima, há muita água fresca e oxigénio de primeira; e pinhões não faltam ao longo desses pinhais. El rei manda subir e não carpir.(Sem que nos déssemos conta, estávamos em pleno e saudável regime de emagrecimento, em permanente festa).

Briefing: Etapa Góis- Portela do Vento, sempre em linha de subida. Entraremos no alcatrão (EN 112) pouco antes de alcançarmos o viso da serra. Navegação a corta-mato, ponto por ponto. Bússolas neurais a sete canais. Tempo estimado quatro a cinco horas. A partir do viso da serra entraremos, finalmente, no reino dos compadres, parentes, primos e primas; terras de leite e de mel à custa de gentes muito esforçadas. Próximo reabaste-cimento na Roda Cimeira ( previsão ).

Pendurada que foi a tralha do Silvério, num longo e robusto cacete, logo ali foi estabelecida a escala de rendição dos alombadores. E uma dupla voluntária imediatamente se prontificou para cumprir o primeiro lanço daquele "martírio" adicional. Todos equipados de varas de feijoeiro, quais lanças quixotescas, aquela grotesca trufa de alucinados maltrapilhas, embrenhou-se no pinhal e foi grimpando, penosamente, a inclinadíssima lomba.

As duas primeiras horas de marcha foram duras, mas, depois, as coisas começaram a melhorar, à medida que a inclinação do terreno se ia adoçando. Finalmente encontrámos água, embora escassa. Quanto a pinhões, nada de jeito.

Estávamos nós no repouso do guerreiro, deitados de costas sobre a lebrinha sedosa e fresca, olhando o céu, por entre as copas baloiçantes dos altos pinheiros, quando começamos a ouvir uma reconfortante polifonia, feita de mil ecos cruzados, devolvidos pelas quebradas. Era o pessoal da resina, disperso pelo pinhal, cantando, à capela, "cânticos gregorianos" resineiros, enquanto iam, rascando, com seus afiados ferros, as sangrias, para reavivar o seu doloroso sangrar. Uma pura Sinfonia-Natureza. Arte do mais fino quilate. Melhor que as sinfónicas de Londres ou New York.

Feita a rendição dos carregadores, reiniciámos a nossa esforçada marcha. A fome e o cansaço começava a gerar no bando algum desalento e desencanto. Inspeccionadas as chanatas do Chico, verificou-se que tinham ainda rastos e lonas para muitos quilómetros. A grande serra–mãe, agora quase despida de pinhal, mostrava-se, ostensivamente, em toda a sua grandeza e esplendor. E já se adivinhavam, ao longe, sinais do alcatrão, garantia de uma navegação mais fácil, embora mais monótona. A nossa rota encaminhava-se, perigosamente, no sentido do enfiamento Povorais-Santo António. E perigosamente, porque corríamos o risco de eventuais deserções que, felizmente não se verificaram.

Chegados ao alcatrão, já o Sol se preparava par dar a grande cambalhota sobre o poente. A esperança de, finalmente, enchermos a malvada, na Roda Cimeira, mantinha-se de pé, fosse almoço ou coisa equivalente.(Continua no próximo número)

Voltar à 1º Pagina " O CASTANHEIRENSE "



Escrito por Carlos Coelho às 21h08
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

A SERRA DA LOUSÃ

Como se sabe, a Serra da Lousã (1204 m) em ligação com a Serra da Estrela (1991 m), faz parte do Sistema Montanhoso Luso-Castelhano. É das formações montanhosas mais importantes de Portugal, sendo fundamentalmente xistosa e precambrica, portanto geologicamente muito antiga.

Como se pode deduzir da resenha introdutória, a Serra da Lousã deveria ter sido um imenso carvalhal constituído predominantemente pelo carvalho-alvarinho (Quercus-robur L.) e talvez também, nos pontos mais altos, pelo negral (Q. pyrenaica Willd.), com sobreirais (Q. suber L.) nas zonas de climas mais temperados e secos.

Testemunhos destas formações são os resquícios de carvalhos que se encontram nalguns vales da Serra da Lousã, muita da toponímia de aldeamentos e zonas da Serra, e também a Mata do Sobral, na freguesia de Serpins. Esta Mata apesar de muito degradada e alterada na sua constituição florística original, particularmente pela acção das populações que dela se utilizaram até 1909 e pelos Serviços Florestais, pela passagem da Mata ao Regime Florestal, a partir de Decreto-Lei de 7 de Setembro de 1909, está razoavelmente preservada.

Apesar de todas essas alterações provocadas pela acção humana, a Mata do Sobral é a formação florística mais significativa como testemunho da cobertura natural da Serra da Lousã, já que de outras matas do mesmo tipo, que, no início do século passado, ainda existiam, como a Mata do Braçal e a Mata da Cabeça Gorda, praticamente nada resta actualmente.

Com os incêndios devastadores dos últimos anos, e a nefasta acção humana, a Serra da Lousã está a transformar-se numa área montanhosa desértica. Há actualmente, zonas em que já nem as formações de solos empobrecidos, como os urzais, tojais e giestais, existem.

Em zonas degradadas, as infestantes florestais australianas, acácias e eucaliptos, aquelas naturalmente e estas pela acção humana, invadiram e continuam a invadir as áreas onde ainda existe algum solo.

Numa jornada a pé desde a Vila da Lousã até ao Trevim, pela Feitosa, Relva Fundeira, Relva Cimeira, Ortiga (Fonte Seca) e Relva de Franco não se observam carvalhais, mas sim matas de acácias e, já junto ao Trevim, os urzais e tojais. O cume da Serra, onde ainda se encontram alguns elementos herbáceos e arbustivos característicos das formações florísticas das zonas alti-montanhosas de Portugal e que tem vindo a sofrer uma drástica regressão nos últimos anos, está, quanto a nós, perdido pelas instalações militares e de radiodifusão que ali se têm instalado ultimamente.



Escrito por Carlos Coelho às 21h04
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Falar na Lousã, em termos turísticos, equivale a referir monumentos, história, belezas paisagísticas e, designadamente, montanha, para além da sua proximidade geográfica a outros centros turísticos.

De facto, a Lousã, situada no centro de Portugal, caracteriza-se por ser um concelho com bastantes motivos de interesse, quer ao nível da sua história, quer no que respeita aos espaços naturais e respectiva utilização, como sejam os desportos de aventura, cujo palco privilegiado é a Serra da Lousã, que se assume como ex libris deste concelho.

A Serra da Lousã, caracteriza-se pela sua magnitude e simplicidade, apresentando-se com a sua rusticidade própria, que caracteriza os espaços naturais, pouco sujeitos a agressões e intervenções humanas.

Neste particular, destacam-se as aldeias serranas e os diversos percursos naturais, devidamente individualizados, para os passeios pedestres e as actividades de todo o terreno, quer ao nível do passeio, quer ao nível das actividades desportivas, sejam de relevo nacional, ou de carácter internacional.

O maciço montanhoso em causa, encontra-se todo ele, devidamente atravessado por pequenas estradas florestais, a que recorrem as organizações de desportos motorizados (BTT, Enduro, Raides Motorizados) e bem assim, os dos desportos de aventura, como sejam o Parapente, Provas de Orientação, Atletismo de Montanha e outros.Também a caça, e a pesca nos cursos de água serranos, assumem destaque progressivo, designadamente a caça ao javali, e a pesca às trutas.

Mas se a componente do desporto é relevante, também o contacto com a natureza vem, cada vez mais, assumindo uma importância crescente, com o recurso aos passeios pedestres e todo o terreno, os quais permitem ao visitante, contactar com uma elevada diversidade de paisagens, algumas de cortar a respiração pela sua beleza e magnitude, como pelo contacto com a fauna variada ali existente, e de que se destaca o Corço, o Veado, o Milhafre e o citado Javali, entre outros.

Contudo, também nas suas faldas, esta montanha encerra autênticos tesouros paisagísticos e monumentais. É o caso, por exemplo, do complexo natural e paisagístico, da Srª da Piedade, vale quase encantado, onde junto ao rio que ali corre, se erguem escarpas altivas, encimadas por um complexo religioso de grande beleza, a cujos pés se destacam as piscinas fluviais, cuja outra margem se encontra marcada pela existência de um morro encimado por um castelo medieval, que remonta ao século XI.

Mas se a Serra da Lousã, nos proporciona as riquezas naturais mencionadas, chegados ao vale amplo e verdejante, ergue-se uma vila pujante de desenvolvimento, e em que a harmonia entre o novo e o histórico, é característica principal.
Destacam-se neste aglomerado habitacional, como aliás pontificam noutros locais do concelho, a excelência da arquitectura dos seculos XVIII e XIX, cuja manifestação por excelência, surge corporizada nos vários solares e palácio existentes na parte velha da vila.

Destaque especial merece, igualmente, o pelourinho existente nos Paços do Concelho, zona de transição entre a parte antiga e nova do aglomerado urbano, o qual se encontra, conjuntamente com o castelo, classificado como monumento nacional.
Trata-se, pois, de um concelho, cujo ex libris, é o turismo de montanha, e cujas potencialidades já em 1929, eram reconhecidas, tendo-lhe sido atribuída a classificação de “Estância de Repouso e Turismo”.



Escrito por Carlos Coelho às 21h03
[ ] [ envie esta mensagem ]


Serra da Lousã - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Notícias  

24-01-2005

I Jornadas de Ambiente na Serra da Lousã, 5 e 6 de Fevereiro 2005, em Castanheira de Pêra

Nos dias 5 e 6 de Fevereiro de 2005, realizam-se as I Jornadas de Ambiente na Serra da Lousã - "Serra da Lousã - Uma Serra de Encantos", promovido pela Lousitânea - Liga de Amigos da serra da Lousã, com o apoio das Câmaras Municipais de Castanheira de Pêra e da Lousã.

Esta Jornadas decorrem no Auditório do Centro Paroquial de Castanheira de Pêra, e o Programa prevê uma visita orientada à Serra da Lousã.

Para inscrição e mais informações: www.natursitta.pt natursitta@mail.telepac.pt

Cartaz



Escrito por Carlos Coelho às 21h00
[ ] [ envie esta mensagem ]


Carlos Coelho - UOL Blog>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>...

Carlos Coelho - UOL Blog
... António Dinis e seu compadre Nelson S. Claro Carlos Coelho, Filho do Alvaro o
... meu blog Outros sites UOL - O melhor conteúdo BOL - E-mail grátis ...
carlos.coelho.zip.net/ - 57k - Em cache - Páginas Semelhantes


Escrito por Carlos Coelho às 20h44
[ ] [ envie esta mensagem ]


Carlos Coelho - UOL Blog>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>...

Carlos Coelho - UOL Blog
... Nasci em Castanheira de Pêra em 23/07/1937 no ano que nasceu o Jornal O
Castanheirense e começou a segunda guerra mundial. Tenho o quarto ano primário. ...
carlos.coelho.zip.net/ - 57k - Em cache - Páginas Semelhantes


Escrito por Carlos Coelho às 20h40
[ ] [ envie esta mensagem ]


Fotolog do Carlos Coelho>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Fotolog do Carlos Coelho
... Sites amigos. Comprar Câmera Digital; Lyrics Text; Comprar Livro; Jornal do
Estágio. Praça Viscondes de Castanheira de Pera - Portugal ...
carloscoelho.brasilflog.com.br/foto868129.html - 4k - Em cache - Páginas Semelhantes

Fotolog do Carlos Coelho
... Lyrics Text; Comprar Livro; Jornal do Estágio. Adega em Castanheira de Pera -
Portugal. Adega em Castanheira de Pera - Portugal. 05/04/2005 08:22 ...
carloscoelho.brasilflog.com.br/foto859911.html - 4k - Em cache - Páginas Semelhantes
[ Mais resultados de carloscoelho.brasilflog.com.br ]



Escrito por Carlos Coelho às 20h36
[ ] [ envie esta mensagem ]



Luiz Alves Thomaz
Imagem: bico-de-pena de Ribs,  publicada com a matéria

LUIZ ALVES THOMAZ - Nasceu em Portugal a 4 de agosto de 1871, na freguesia de Moita, concelho de Castanheira de Pêra, distrito de Leiria, província da Beira Litoral.

Em 1887, ainda com 15 anos, Luiz Alves Thomaz desembarcava em Santos, onde desencarnaria a 8 de dezembro de 1931, com 60 anos. Aqui viveu, portanto, 45 anos.

Dotado de uma personalidade e de um poder de assimilação invulgares, muitíssimo trabalhador e econômico, sem porém cair na craveira da mesquinhez, Luiz Thomaz facilmente captou a simpatia e o respeito de quantos com ele conviviam.

Comerciante aos 17 anos, graças à ajuda de um irmão que de Lisboa lhe remetera, de improviso, grande quantidade de mercadorias, Luiz Thomaz lá foi vencendo a falta de experiência com a perspicácia e a inteligência natas, aliadas a inquebrantável força de vontade. Com outro irmão que já aqui se encontrava quando de sua vinda, formou uma sociedade - Thomaz, Irmão & Cia. - que seria desfeita, de comum acordo, vinte anos depois, em 1908, cabendo a cada um dos irmãos avultada fortuna.

Mas a luta terrena desse benfeitor da Humanidade seria contínua, ininterrupta, até que se processasse a sua desencarnação, pois que a auto-suficiência da Doutrina da verdade, no concernente à parte material, foi-lhe inteiramente confiada, e essa árdua missão exigiria dele um esforço mais do que incomum, hercúleo, que cedo o prostrou.

Luiz Alves Thomaz é o patrono espiritual do Centro Redentor, Filial de Santos.



Escrito por Carlos Coelho às 20h29
[ ] [ envie esta mensagem ]


Barragem de Castanheira de Pêra >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Informação Detalhada sobre o Processo de AIA Seleccionado

Nome: Barragem de Castanheira de Pêra
Número Nacional de AIA: 479
Número Interno do IAmbiente: 467
Concelho(s): Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos
Autoridade de AIA: Instituto da Água
Tipologia de Projecto: Recursos hídricos
Decreto-Lei: Decreto-Lei n.º 186/90, de 6 de Junho
Anexo: III
Número: 10
Alínea: f
Data de Início do Processo AIA: 29-07-1997
Data de Início da Consulta Pública: 29-10-1997
Data de Fim da Consulta Pública: 03-12-1997
Data da Decisão: 20-01-1998
Tipologia de Decisão: Reformulação
Resumo Não-Técnico: Informação não diponível online
Declaração de Impacte Ambiental: Informação não diponível online
Proponente: PEFICA, Associação de municípios de Pedrógão Grande, Figueró dos Vinhos e Castanheira de Pêra
Autor do EIA: HIDROPROJECTO - Engenharia e Gestão, S.A
Observações:


Escrito por Carlos Coelho às 20h26
[ ] [ envie esta mensagem ]


Angelina Bernardes de Souza Lima

Angelina Bernardes de Souza Lima nasceu, a 9 de janeiro de 1882, em Viçosa, na residência de seus pais, uma casa que ainda existe na praça Silviano Brandão, 53, onde mora sua sobrinha Maria Olívia Bernardes Pinto Coelho (Olivinha).

Filha de Maria Aniceta Correia Bernardes, natural de Alto do Rio Doce, e do Coronel Antônio da Silva Bernardes, português de Castanheira da Pêra, sendo a sétima de uma família de nove irmãos. Seu pai, embora leigo, foi promotor de justiça da então jovem Comarca de Viçosa, havendo militado por muitos anos no Fórum local, que hoje leva o nome de seu filho.

Dentre os irmãos, destacaram-se no cenário político do Brasil, Olegário, ex-prefeito de Teresópolis e ex-ministro do Tribunal de Contas da União e Arthur, que exerceu todos os cargos públicos, de Prefeito de Viçosa a Presidente da República (1922- 1926).

Em 20 de fevereiro de 1902, Angelina casou-se com Lindolfo de Souza Lima, natural de Coimbra, MG. O casal fixou residência numa propriedade rural, recém-adquirida pelo marido, o Sítio Santo Antônio, que abrangia o que é hoje o Bairro Santo Antônio, conhecido há algumas décadas, vulgarmente, como Cantinho do Céu.

Quando seu marido se tornou Diretor da Colônia Vaz de Mello, uma tentativa do governo estadual de desenvolver a região pelo estímulo à imigração alemã, para lá se mudou o jovem casal.

Exemplo de fecundidade, instinto maternal e dedicação ao lar, Angelina teve 17 filhos, sendo que 16 chegaram à idade adulta. Como se não bastasse, num gesto mais significativo de solidariedade cristã, acolheu em seu coração de dimensões heróicas três crianças carentes. Tinha especial carinho com os menos favorecidos, principalmente, famílias de servidores de sua propriedade. Na cidade de Viçosa, ainda vivos, encontram-se quatro de seus filhos: José (Juca), Maria de Lourdes, Maria Aparecida (Tita) e Hilda.

Católica praticante, de rica vida espiritual, mesmo idosa e cardíaca, percorria, a pé, dois quilômetros: de seu sítio à Matriz de Santa Rita de Cássia, para comunhão diária, missa e novena.

Numa madrugada fria, repentinamente, seu coração parou, durante o sono, a três de março de 1960, pouco tempo após completar 78 anos de vida.



Escrito por Carlos Coelho às 20h13
[ ] [ envie esta mensagem ]


Em 1926, compareceu à inauguração da Escola Superior de Agricultura e Veterinária de Viçosa, obra de seu governo estadual, ocasião em que disse: ....Daqui parti para os cargos que me tem sido confiados na legislatura e na administração. Aqui me vieram buscar para o governo de Minas, donde teria que sair para o governo da República. Todas essas posições eu as tenho recebido com ufania, mas sem vaidade, como imposições ao meu patriotismo e meio de ser útil e servir a nossa pátria. Quem lhes observa ou considera apenas o aspecto exterior, supõe de gozo os postos de governo, quando são, na realidade, do maior sacrifício... A um homem de consciência não pode ser oferecida provação maior do que a magistratura suprema. Não a pode exercer convenientemente nem deve aceitá-la, quem só se sinta atraído pelas honrarias. Estas são bem poucas causas em confronto com as fadigas sem conta que a Presidência impõe, as apreensões de toda a sorte que ai salteiam o homem de coração e de caráter, o patriota que tenha a preocupação de bem cumprir o seu dever, servindo eficazmente ao seu País... Não pode caber a um cidadão honra maior, mas, igualmente a nenhum se pode impor maior e mais pesada tarefa, sacrifício maior, só suportável em bem da Nação - a Nação a que tudo devemos: os nossos melhores esforços, a nossa dedicação de todos os dias, todo o nosso trabalho e fortuna, e a nossa própria vida..."

Filho de Antônio da Silva Bernardes, português de Castanheira de Pêra, e de Maria Aniceta Bernardes. Do pai, herdara a inteligência, a severidade e a tenacidade e de sua mãe, o espírito ponderado. Era o 4.º de uma família de nove irmãos. São eles: Carolina (Cota); Antônio (Totone); Alfredo; Isolina (Isola); Ana (Ninica); Angelina; Olívia e Olegário, ex-prefeito de Teresópolis e ex-Ministro do Tribunal de Contas da União. Nasceu em Viçosa, a 08 de agosto de 1875. Casou-se com Clélia Vaz de Mello, a 15 de julho de 1903, sua companheira inseparável por mais de sessenta anos. São seus filhos: Clélia Bernardes Alves de Souza, casada com o Embaixador Alves de Souza; Artur Bernardes Filho, casado com Sofia de Azeredo Bernardes; Maria da Conceição Bernardes Machado, casada com José Domingos Machado; Rita Bernardes Freitas Castro, casada com Dr. Cristiano Freitas Castro; Geraldo da Silva Bernardes, solteiro; Silvia, Dhália e Maria, que faleceram recém-nascidas; e Maria de Pompéia Bernardes Flouf, casada com Roberto Flouf. Bernardes possuía hábitos domésticos, passando os momentos de lazer em sua biblioteca absorvido na leitura da Bíblia, livro de sua predileção, ou jogando bilhar.

Faleceu no dia 23 de março de 1955, às 13 horas, vítima de enfarto do miocárdio, em sua residência à Rua Valparaiso., Rio de Janeiro. Morreu em plena luta. Era um nacionalista a defender trusts estrangeiros, preservando nossas riquezas. Os seus 80 anos não lhe haviam enfraquecido a energia cívica, sempre posta à prova no serviço de Minas e do Brasil. Além das providências oficiais, o Governador Juscelino Kubitschek exprimiu à família enlutada, o desejo de que os funerais fossem custeados pelo governo de Minas. O oferecimento não foi aceito em virtude de a União, numa iniciativa do Presidente Café Filho, ter-se incumbido de prestar as homenagens póstumas devidas ao estadista montanhês.

 



Escrito por Carlos Coelho às 20h03
[ ] [ envie esta mensagem ]


Arthur da Silva Bernardes

"... E de não sacrificar à vaidade os altos deveres e interesses que então encarnava. Se tivesse, ao contrário, pretendido ostentar valentia, fazendo assim o jogo dos inimigos da ordem e meus insultadores, seria tão criminoso como o generalíssimo que fosse para as trincheiras expor-se ao fogo e ao assalto, com o só intuito de se mostrar valente. Tal é o privilégio do chefe: sobrepor à vaidade e ao amor próprio os ditames da consciência e do dever..."

Todos os adjetivos, usados até hoje para falar do talento de Bernardes, estão aquém de suas qualidades. Desde cedo, revelou determinação e firmeza de caráter. Os ensinamentos hauridos no ambiente austero do vetusto Colégio Caraça influíram; de modo acentuado. Na sua formação moral e religiosa. Assim, ainda que em meio às atribulações, não se esquecia de rezar, todas as noites, o terço, e o fazia no terraço do Catete. Sisudo, desde menino, Bernardes não freqüentava rodas, e, raramente, sorria. Concluiu os cursos preparatórios, em Ouro Preto, onde foi funcionário dos Correios e redator de "O Cisne". Latinista, exímio cultor da língua vernácula, as quais lecionou no Instituto de Ciências e Letras, na Capital Paulista.

Ocupou os mais altos postos no Estado e no País. Administrador esclarecido, possuidor de uma visão abrangente dos principais problemas nacionais, tomava as necessárias providências, para solucioná-los. No seu entender, o imposto de renda, que se implantou suavemente no Brasil, não devia atingir os funcionários mal remunerados, aqueles que percebem de uma só fonte dos cofres públicos. Discordava que os vencimentos e salários, que devem ser considerados como alimento, ficassem sujeito ao imposto de renda. A menos que tivessem outros rendimentos, propriedades, polpudos depósitos bancários, estes, sim, deviam ser taxados em base mais elevada, em benefício da coletividade. Justo seria, se fosse proporcional à capacidade do contribuinte. Bernardes não se esqueceu do problema da criança abandonada e da menoridade delinqüente. Em seu governo adotou medidas inaugurando escolas especiais, separando os menores por sexo, idade, vícios e crimes. Em sua gestão foram criados vários hospitais de crianças e escolas de assistência social. Partiu também do Presidente Bernardes, que conhecia de perto o sofrimento de seu semelhante, a idéia da reforma do sistema presidiário no Brasil. Figura singular no cenário politico-administrativo do nosso Estado. Enérgico, cheio de idéias. Sabia expor com precisão os seus pontos de vista. Num discurso pronunciado no Palácio da Liberdade, afirmou: "Cumpre a todo transe fazer do brasileiro um homem digno de sua grande Pátria, capaz de integrar no seu sentimento, de fundir no seu passado e de assimilar na sua raça a volumosa corrente estrangeira, que vem chegando, em vez de ser por ela absorvido e eliminado como um servo da gleba em que nasceu..."

Em 5 de janeiro de 1918, lançou-se um manifesto, contendo o programa de Bernardes, então candidato ao governo do Estado. O importante documento político foi assinado, em Viçosa. Nele, podia-se aquilatar os propósitos do estadista montanhês, que soube dirigir os destinos de Minas Gerais. E, de tal modo o fez, constituindo seus atos esperança para o povo, que o levou, pelos sufrágios unânimes, à Presidência da República.

 

 


Praça Silviano Brandão, 14/04
Centro
36570-000  Viçosa  MG
Fone: (031)891-1035
Fax: (031)891-1272
postal@tdnet.com.br
R. Benjamin Araújo, 56
Centro
36570-000 Viçosa  MG
Fone: (031)891-1272
td@tdnet.com.br


Escrito por Carlos Coelho às 19h59
[ ] [ envie esta mensagem ]


 




Esta é Sra.Georgina, que nasceu em um povoado de Portugal, chamado Castanheira de Pêra, distrito de Leiria. Faz questão de informar que é sobrinha do Visconde de Nova Granada. Teve dois irmãos.

Chegou ao Brasil em 1961, acompanhada por seu esposo (seu segundo casamento), Senhor João, e veio direto para São Paulo. Teve uma filha em seu primeiro casamento, que faleceu em 1992. Está viúva há sete anos. Tem alguns sobrinhos no Brasil, que costumam visitá-la.

Hoje, vive só, e considera-se uma mulher independente. Dona Gina (assim que gosta de ser chamada) é uma mulher vaidosa e preocupa-se muito com sua saúde. É diabética e mantém-se bastante vigilante em relação à alimentação e autocuidado. Segue de forma correta as orientações fornecidas pela equipe do Atendimento Gerenciado (ATEGER) e da sua médica endocrinologista, Dra. Stela Maria Pedrossian Vecchietti, de quem é paciente desde que foi inscrita na Intermedici, há mais de 20 anos. Foi incluída em nosso programa em Junho de 2000.

Gosta de ler, assistir TV e tem preferência pelos jornais e programas culturais. Considera importante estar atualizada e informada sobre as coisas do mundo e dá preferência por assuntos relacionados à política. Acompanhou pelos jornais e televisão todo o processo eleitoral do Brasil de 2002. Costuma fazer caminhadas no próprio prédio onde mora, duas vezes ao dia. É uma pessoa comunicativa, alegre, otimista e cultua o hábito de conversar com as pessoas e receber seu círculo de amigos.

Quando resolvemos elaborar uma matéria sobre o Diabetes Mellitus, imediatamente, lembramos de Dna. Gina, que apesar de portadora da doença, não se deixa abalar, é muito prática, objetiva e sabe apreciar a vida .

Seu prato predileto: Pescada cozida com batatas, acompanhada de uma salada de verduras diversas (alface, espinafre ou acelga).
Sobremesa: Pudim light.
Costuma comer de 3 a 4 tipos de frutas ao dia.

Parabéns à sra. Georgina, continue assim!



Escrito por Carlos Coelho às 19h55
[ ] [ envie esta mensagem ]


Visitaram meu blog CäRöL ë ÉrïCk ☆

(24/04 17:39) ☆ CäRöL ë ÉrïCk ☆: Oiieee...
Tah massa seu flog...
Qndu der, passa nu meu!
Bjooooo
:****

:: (\_(\
*: (=' :')
.. (,('')('')¤°.¸¸.•´¯`*Carol*°.¸¸.•´¯`* (deletar)

Escrito por Carlos Coelho às 19h45
[ ] [ envie esta mensagem ]


Portal das Regiões - Castanheira de Pera>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>..

Portal das Regiões - Castanheira de Pera
Portal da Região de Castanheira de Pera - Concelho, Freguesisas, Turismo, Roteiro Turístico, Hotéis, Serra, Neveiros, Natureza, Restaurantes, Turismo de Habitação, Empresas de Castanheira de Pera, Notícias, tudo sobre Castanheira de Pera no seu computador
http://www.castanheiradepera.portaldasregioes.com


Escrito por Carlos Coelho às 18h00
[ ] [ envie esta mensagem ]


Nova Granada (José Alves Barreto, visconde de).

n. 5 de Março de 1859 
f. 

Negociante e capitalista no Brasil. N. em Castanheira de Pêra em 5 de Março de 1859, sendo filho de Manuel Alves Barreto e de D. Águeda Henriques dos Santos.

Aos 16 anos foi para o Brasil para seguir a carreira comercial. Empregado numa importante casa na província de Campos, teve de retirar-se pela falta de saúde, para a província de S. Paulo, fazendo parte, aos 22 anos de idade, da firma social J. Aguiar & Companhia, sucessores. Durante cinco anos desenvolveu grande actividade no comércio. Veio depois a Portugal visitar a família e tratar da sua saúde, pois sentia-se bastante doente pelo seu excessivo trabalho. Regressando a S. Paulo, dissolveu-se aquela firma, constituindo-se a de Aguiar & Barreto. Tendo adquirido avultada fortuna, casou com uma senhora brasileira, D. Ana Miquelina, e desde então abandonou a vida do comércio, dedicando toda a sua valiosa actividade à cultura do café, um dos ramos agrícolas mais produtivos na província de S. Paulo. No meio dos confortos que lhe proporciona a sua importante fortuna, não se esquece dos infelizes. O seu nome está ligado a muitas instituições de caridade. A Beneficência Portuguesa de S. Paulo, de cuja direcção é presidente, e onde tem gasto quantias avultadas, deve-lhe numerosos serviços, tendo-o condecorado com o título de benemérito. Amante da sua pátria, a sua bolsa está sempre aberta para tudo que possa engrandecer o nome português. Quando o cruzador Adamastor visitou o Brasil, há anos, fizeram-se grandiosas festas, e foi o Sr. visconde de Nova Granada um dos que mais concorreu para o brilhantismo dessas festas, que dirigiu na cidade de S. Paulo. Quando o ministro português no Brasil, o Sr. conselheiro Camelo Lampreia, convidou os portugueses residentes em S. Paulo para subscreverem para a Assistência Nacional aos Tuberculosos o Sr. visconde foi um dos que subscreveu com a maior quantia. Em 1895, sabendo da necessidade dum hospital na terra da sua naturalidade, tomou a iniciativa de mandar construir um estabelecimento hospitalar em Castanheira de Pêra, no qual despendeu para cima de 12.000$000 réis. O falecido rei D. Carlos agraciou-o com o titulo de visconde de Nova Granada, nome duma importante propriedade que o agraciado possui. O hospital obedece ás exigências das modernas edificações deste género; tem duas salas destinadas, uma à secretaria e outra ao laboratório; casa de banho, copa, cozinha, dois quartos para o enfermeiro e enfermeira; duas amplas salas para enfermarias gerais, dois quartos para hospedes, uma saleta para sacristia, e ao fundo urna formosa capela. O Sr. visconde de Nova Granada reside em Castanheira de Pêra, onde tem prestado bons serviços, principalmente à Santa Casa da Misericórdia.



Escrito por Carlos Coelho às 17h57
[ ] [ envie esta mensagem ]


EI CASTANHEIRA DE PÊRA
language=JavaScript> function thisMovie(movieName) { if (navigator.appName.indexOf ("Microsoft") !=-1) { return window[movieName] } else { return document[movieName] } } function movieIsLoaded (theMovie) { if (typeof(theMovie) != "undefined") { return theMovie.PercentLoaded() == 100; } else { return false; } } function zoomPlus(movieName) { if (movieIsLoaded(thisMovie(movieName))) { thisMovie(movieName).Zoom(50); } } function zoomMinus(movieName) { if (movieIsLoaded(thisMovie(movieName))) { thisMovie(movieName).Zoom(200); } }
Aproximar | Afastar


Escrito por Carlos Coelho às 17h55
[ ] [ envie esta mensagem ]


Castanheira de Pêra
         - Alto da Sapateira
         - Bolo
         - Castanheira de Pêra
         - Esconhais
         - Feteira
         - Fontão
         - Gestosa Fundeira
         - Moita
         - Moredos
         - Palheira
         - Pera
         - Pisões da Tereza
         - Safrujo
         - Sarnadas
         - Sarzedas de São Pedro
         - Sarzedas do Vasco
         - Souto Fundeiro
         - Troviscal
         - Vilar
Coentral
         - Camelo Fundeiro
         - Carriçal
         - Coentral do Fojo
         - Coentral Grande

Escrito por Carlos Coelho às 17h52
[ ] [ envie esta mensagem ]


Castanheira de Pêra>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Feriado Municipal: 4 de Julho
E-Mail: c.m.castpera@mail.telepac.pt
Links: Câmara Municipal | Região de Turismo do Centro
N.º Habitantes: 3.769
Área: 67,2 Km2
Freguesias: 2

Acessos Rodoviários:
LISBOA >document.write(lisboa.content+' Km'); 215 Km PORTO >document.write(porto.content+' Km'); 172 Km FARO >document.write(faro.content+' Km'); 485 Km
De Faro utilize a Via do Infante, depois a A2 e a A12 até Lisboa (Ponte Vasco da Gama). De Lisboa (direcção Norte) ou do Porto (direcção Sul) use a A1 até Pombal, siga pelo IC8 até Bairrão e pela N236-1 até Castanheira de Pêra. E boa viagem...

O concelho terá sido fundado possivelmente antes do séc. XV, altura em que existia uma povoação chamada "Castanheira", distante de Pedrógão Grande, onde em 1449 apareceu a imagem de São Domingos. Castanheira de Pêra é um concelho rural, situado no interior da região centro, composto por duas freguesias: Castanheira de Pêra e Coentral.

Do património histórico fazemos destaque aos seguintes monumentos: à igreja Matriz, à igreja Paroquial, à capela de S. Sebastião, à capela de N. Sr.ª da Guia dos Lugarinhos e à capela de Sto. António da Neve.

Da culinária regional recomendamos o cabrito assado, as trutas de escabeche, o sarrabulho, o queijo, o requeijão, o arroz de cabidela de cabrito, os torresmos, os bolos de erva doce e o mel da Serra da Lousã.

Das festas locais destacamos a festa de Sto. António da Neve, a 13 de Junho, a festa de Sta. Luzia, no 1º domingo de Julho, a festa de S. Sebastião, no 3º domingo de Julho, a festa de N. Sr.ª do Amparo, no 1º domingo de Agosto, a festa da Sr.ª da Nazaré, a 15 de Agosto, a festa de S. Sebastião, a 15 de Agosto, a festa da Sr.ª da Guia, no 3º domingo de Agosto, a festa do Santíssimo, no último domingo de Agosto, a festa de S. Pedro, no 1º domingo de Setembro, a festa de S. Nicolau e a festa de N. Sr.ª do Bom Sucesso, no 2º domingo de Setembro.

No artesanato damos evidência aos barretes de Sarnadas.



Escrito por Carlos Coelho às 17h49
[ ] [ envie esta mensagem ]


Ocastanheirense - História>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.

Ocastanheirense - História
... BREVE HISTÓRIA DA IMPRENSA REGIONAL DE CASTANHEIRA DE PÊRA ... O primeiro
jornal de Castanheira de Pêra, então ainda uma freguesia de Pedrógão Grande, ...
www.ocastanheirense.com/historia.htm - 8k - Em cache - Páginas Semelhantes
[ Mais resultados de www.ocastanheirense.com ]


Escrito por Carlos Coelho às 17h46
[ ] [ envie esta mensagem ]


CASTANHEIRA DE PERA,- Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>..

CASTANHEIRA DE PERA

CASTANHEIRA DE PERA, com uma área de 67,0 km2, 3 521 habitantes e 2 freguesias, é um dos 16 municípios distrido de LEIRIA
feriado municipal em 2005-07-04 .


PEDRO MANUEL B.TOMAZ HENRIQUES, Presidente da Câmara Municipal.


., Presidente da Assembleia Municipal.

Contactos:
Praça Visconde de Castanheira de Pera Apartado 39
3280-017 CASTANHEIRA DE PERA

Telefone: 236430280
Fax: 236432307



ANMP
Outros dados do Município

FEF / FM
Variáveis e Indicadores
[ 1993 ] [ 1995 ] [ 1996 ] [ 1997 ] [ 1998 ] [ 1999 ] [ 2000 ] [ 2001 ] [ 2002 ] [ 2003 ]
Resultados das Eleições Autarquicas
[ 2001 ] [ 1997 ] [ 1993 ] [ 1989 ] [ 1985 ] [ 1982 ] [ 1979 ] [ 1976 ]


Escrito por Carlos Coelho às 17h40
[ ] [ envie esta mensagem ]


SERRA DA LOUSÃ - Castanheira de Pera - Portugal >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>..

 

Poços da neve

A tradição de festejar o Santo António da Neve, no concelho de Castanheira de Pêra, tem origens muito antigas. “Não consigo precisar há quanto tempo, mas os mais velhos contam que, desde há muito, os Castanheirenses residentes em Lisboa, se organizavam para vir às festas de Santo António, sempre no domingo seguinte ao Santo António de Lisboa”, lembra Pedro Alves, Presidente da Junta de Freguesia do Coentral Grande.

A festa do Santo Padroeiro celebra-se, este ano, a 15 de Junho, “com a tradicional missa e procissão no recinto do alto da serra”, adianta Pedro Alves.

A romaria é organizada pela fábrica da igreja e recebe todos os anos “milhares de pessoas de Castanheira de Pêra e de todos os concelhos vizinhos”, diz Pedro Alves.

O Santo António da Neve “é um local importante para a concelho de Castanheira de Pêra devido aos poços da neve”, explica o presidente.

Os históricos poços da neve, que actualmente são apenas três, “serviam para armazenar a neve que era apanhada na serra da Lousã e que, depois de cortada em blocos e embrulhada em feno, seguia, em carros de bois, para Constança e dali prosseguia de barco com destino à corte de Lisboa", relembra o autarca.

Os "ajustes de contas" do Santo António da Neve



Escrito por Carlos Coelho às 12h46
[ ] [ envie esta mensagem ]


SERRA DA LOUSÃ - Castanheira de Pera - Portugal >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>..

Castanheira de Pêra

 
  O esplendor da serra da Louã
Ao longo da encosta meridional da Serra da Lousã. Ao encontro de miradouros com panoramas majestosos. Na companhia do vale idílico da Ribeira de Pera. Visitando aldeias com o sabor da antiguidade - Coentral Grande, Carregal Cimeiro, Sarzedas de S. Pedro, Pisões, Gestosa, Pera e Troviscal. Para descobrir, antes do Alto do Trevim a 1204 metros de altitude, a Ermida de Santo António da Neve e os três Poços do Antigo Real Neveiro, de onde saía o gelo para a corte em Lisboa. Não esquecendo os locais aprazíveis de Cova das Malhadas, de S. João da Mata e do Alto do Soeiro, emoldurados pela cinta da verdura com que a natureza os privilegiou para deslumbrar a vista de quantos os visitam.

  

  Visite Castanheira de Pêra. Vai ver que não se arrependerá.

Escrito por Carlos Coelho às 12h43
[ ] [ envie esta mensagem ]


SERRA DA LOUSÃ - Castanheira de Pera - Portugal >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>..

O CLIMA DA SERRA DA LOUSÃ

Temperatura média anual 14º C
Temperatura média das máximas mensais 18,4º C
Temperatura média das mínimas mensais 8,7º C
Temperatura máxima absoluta 39,6º C
Número de dias com Temp. máx > 25º C 70,4
Temperatura mínima absoluta -4,5º C
Número de dias com Temp. min < 0º C 8,5
Precipitação média anual 960 mm
Número de dias com P > 0,1 mm 123
Número de dias com P > 10 mm 40
Humidade do ar (H relat. às 9 h) 78%
Nebulosidade
Número de dias com N > 8/10 104,8
Número de dias com N < 2/10 119,1
Vento
Maior frequência Este
Maior velocidade média Este
Menor frequência Norte e Noroeste
Menor velocidade média Norte
N.º dias com V > 36 Km/h 5,4
N.º dias com V > 55 Km/h 1
Número de dias com nevoeiro 29,2
Número de dias com orvalho 5,7
Número de dias com granizo ou saraiva 0,7

 

Pontos de recolha de dados climatéricos:

  • Estação Meteorológica da Lousã-Boavista
  • Posto Udométrico da Lousã
  • Posto Udométrico de Lousã-Serra

notas:

a temperatura média anual é menor nas cotas mais altas (13º C);
nos cumes da Serra da Lousã estima-se que a precipitação atinja valores de 1600 mm.

 

(Guia de Percursos da Serra da Lousã, Ed. Quercus - 1996)



Escrito por Carlos Coelho às 12h32
[ ] [ envie esta mensagem ]


SERRA DA LOUSÃ - Castanheira de Pera - Portugal >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>..

SERRA DA LOUSÃ

Localização e delimitação

A Serra da Lousã constitui a extremidade sudoeste da Cordilheira Central - o bloco montanhoso mais importante de Portugal - e é caracterizada pela sua acentuada altitude (1205 m), fortemente sulcada por uma rede ramificada de vales, paisagem típica de grande parte do relevo das Beiras, e declives abruptos no seu rebordo noroeste.
Fazendo parte das serras de xisto da Cordilheira Central, o ponto máximo da sua altitude denomina-se Alto do Trevim.

Geologia

Toda a Serra da Lousã é constituída por xistos - desde os argilosos, passando pelos xistos mosqueados até aos grauvaques (com inúmeras variedades intermédias).
Aparecem também nesta Serra, pequenos afloramentos graníticos (responsáveis pelo metamorfismo de contacto imputado aos xistos e conferindo-lhes a variedade atrás citada), nomeadamente na extremidade Oeste da Cordilheira (Vila Nova), no fundo do Vale a Ribeira de Pêra (Coentral) e no vale marginal do Rio Alva (Avô).
Há que destacar também as cristas quartzíticas, que são importantes na fisionomia da montanha, que pela sua dureza, destacam-se na paisagem através das formas vigorosas que lhe imprimem.

 

Geomorfologia

A importância da téctónica na formação do relevo da Serra da Lousã é enorme. É ela que comanda o soerguimento das serras de xisto explicando quer o seu relevo, quer os acentuados declives característicos da topografia serrana, quer ainda o vigoroso encaixe e adaptação da rede hidrográfica.
O acidente mais importante, a Falha da Lousã, delimita a área montanhosa a Norte e apresenta uma direcção NE-SW. É responsável pela forma como a Norte a Serra da Lousã se erque abruptamente com fortes declives, desde os 200 m até acima dos 1000 m de altitude. Paralelamente, desenvolvem-se a Sul, outros acidentes, os mais importantes dos quais se encontram materializados pelas falhas de Cebola e de Bogas, que delimitam, respectivamente a Norte e a Sul, o "Fosso do Zêzere".
Outro aspecto marcante das serras de xisto é a erosão, responsável pelos cumes aplanados, pelos entalhes recentes, vigorosos dos rios de montanha, onde vertentes convexas mergulham em estreitos leitos torrenciais desgastando profundamente os xistos.
A Norte da Serra da Lousã, encontram-se as terras baixas da Bacia da Lousã, onde se situa a Vila do mesmo nome, constituída por solos aluviais e terraços aluviais Quaternários. Para além da bacia, há colinas sedimentares de baixa altitude (200 - 300 m) que confinam a Norte com o Rio Ceira, eventual responsável pela acumulação de muitos dos depósitos que as formam.



Escrito por Carlos Coelho às 12h31
[ ] [ envie esta mensagem ]


A febre mundial dos blogs>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>..

NOVA ERA

A febre mundial dos blogs e sua relevância às empresas é o tema da reportagem de capa da revista "Business Week" na edição da semana que começa. Com o título "Blogs irão mudar seus negócios", a reportagem tenta convencer o leitor-empresário a aderir a esse mundo digital e argumenta, por exemplo, que a concorrência já explora maneiras de colher novas idéias dos blogs. A revista destaca ainda seu potencial publicitário e prevê que as principais empresas de comunicação tomarão conta desse viés dos blogs.

Escrito por Carlos Coelho às 11h50
[ ] [ envie esta mensagem ]


Agradecido>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>.



Escrito por Carlos Coelho às 10h10
[ ] [ envie esta mensagem ]


Coentral - Castanheira de Pera - Portugal>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>...

Coentral - Castanheira de Pèra - Portugal

Coentral - Castanheira de Pera - Portugal

24/04/2005 09:50

QFU Comp. Larg. Piso T.Aeron Declive
11/29 750m 20m Asfalto Ligeiros 5%

NOTAS
Pista do COENTRAL - TREVIM
.
- Não esqueça! A altitude da pista provoca degradação na performance da aeronave -
- Pista de combate a incêndios no segundo topo da serra da Lousã
- Declive muito acentuado
- Antenas muito altas á direita da soleira da 11
- Ventos cruzados muito fortes
- Operação apenas aconselhavel a pilotos muito experientes


--------------------------------------------------------------------------------

INFORMAÇÕES
Pista certificada - Não
Localização - No alto do Trevim - 1,5 KM NE Coentral - a 26,3 Km SE de Coimbra
Distância por estrada a Coentral - 5km
Tel -



Escrito por Carlos Coelho às 09h53
[ ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico
15/05/2005 a 21/05/2005
08/05/2005 a 14/05/2005
01/05/2005 a 07/05/2005
24/04/2005 a 30/04/2005
17/04/2005 a 23/04/2005
10/04/2005 a 16/04/2005
03/04/2005 a 09/04/2005
27/03/2005 a 02/04/2005
20/03/2005 a 26/03/2005
13/03/2005 a 19/03/2005
06/03/2005 a 12/03/2005
27/02/2005 a 05/03/2005
20/02/2005 a 26/02/2005
13/02/2005 a 19/02/2005
06/02/2005 a 12/02/2005
30/01/2005 a 05/02/2005




Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis





O que é isto?